RedeGNI

Global News International

F1

GP do Japão: Verstappen vence e se aproxima do tricampeonato mundial de F1

De ponta a ponta, Max Verstappen fez ‘barba, cabelo e bigode’ e venceu pela 13ª vez em 2023 na madrugada deste domingo, 24, no GP do Japão, e está mais perto que nunca de seu tricampeonato mundial.

Ele vai fazer parte de um seleto time de lendas, dentre eles, o sogro, Nelson Piquet, e o seu ídolo, Ayrton Senna, todos, tricampeões.

O resultado ainda garantiu o hexacampeonato de construtores da RBR com seis corridas de antecedência. Lando Norris foi segundo, sucedido pelo colega e calouro da McLaren Oscar Piastri – no primeiro pódio da carreira.

Max liderou todos os treinos livres da etapa e largou da pole position, fazendo ainda a melhor volta da prova no Circuito de Suzuka. Agora, tem 400 pontos na classificação, 177 a mais que o vice-líder Sergio Pérez.

Com 180 pontos em jogo, se ele faturar três em comparação com o colega da RBR na corrida sprint do GP do Catar, daqui a duas semanas, será tricampeão.

A RBR conquistou seu hexa de construtores de forma consecutiva, após ter faturado o quinto título em 2022.

O resultado confirma o reestabelecimento da dominância do time, que já é quase tri de pilotos (2021, 2022 e 2023) com Verstappen mas enfrentou um jejum de nove anos no Mundial de equipes, desde o tetra com Sebastian Vettel entre 2010 e 2013.

Por outro lado, a equipe pontuou apenas com seu líder na corrida deste domingo.

Sergio Pérez largou em quinto lugar mas se envolveu em dois incidentes, foi punido duas vezes com 5s e ainda voltou para a pista para dar três voltas – mais de 20 após ter, inicialmente, abandonado a corrida.

Agora o mexicano tem Lewis Hamilton, terceiro no Mundial, a 33 pontos dele – eram 40 de vantagem até então.

E se Verstappen conduziu sua vantagem com segurança nas 53 voltas, a situação não foi tão tranquila nas posições subjacentes: a McLaren, segunda força do fim de semana, se viu em alguns conflitos internos e também com a Mercedes, que surgiu como sua rival pelas últimas vagas no pódio.

A Ferrari, correndo por fora, pôs Charles Leclerc em quarto lugar, obtendo com ele seu melhor resultado.

Piastri, que largou de forma inédita na primeira fila, foi superado por Norris na abertura da corrida.

No decorrer da prova, chegou a ficar na frente do colega, que teve seu pit stop antecipado, mas acabou cedendo a dianteira após certa resistência.

A McLaren fez sua quarta aparição no pódio em 2023.

A F1 retorna daqui a duas semanas com o GP do Catar em 8 de outubro, válido como a 17ª etapa da temporada. Verstappen já pode cravar o tricampeonato mundial em Losail.

Resultado

  1. Max Verstappen (RBR)*
  2. Lando Norris (McLaren) +19s387
  3. Oscar Piastri (McLaren) +36s494
  4. Charles Leclerc (Ferrari) +43s998
  5. Lewis Hamilton (Mercedes) +49s376
  6. Carlos Sainz (Ferrari) +50s221
  7. George Russell (Mercedes) +57s659
  8. Fernando Alonso (Aston Martin) +1m14s725
  9. Esteban Ocon (Alpine) – +1m19s678
  10. Pierre Gasly (Alpine) +1m23s155
  11. Liam Lawson (AlphaTauri) – 1 volta
  12. Yuki Tsunoda (AlphaTauri) – 1 volta
  13. Guanyu Zhou (Alfa Romeo) – 1 volta
  14. Nico Hulkenberg (Haas) – 1 volta
  15. Kevin Magnussen (Haas) – 1 volta
    Alexander Albon (Williams) – ABANDONOU
    Logan Sargeant (Williams) – ABANDONOU
    Lance Stroll (Aston Martin) – ABANDONOU
    Sergio Pérez (RBR) – ABANDONOU
    Valtteri Bottas (Alfa Romeo) – ABANDONOU

GE/GNI
Edição: Léo Vilhena | Rede GNI
@LeoVilhenaReal




F1 2023: Após vencer o GP do Japão, Max Verstappen comemora hexacampeonato de construtores da RBR — Foto: Mark Thompson/Getty Images

Midia move o mundo