RedeGNI

Global News International

Brasil

Rio: suspeito de matar duas crianças e tentar assassinar a ex-cunhada é preso, quando tentava fugir

O principal suspeito de provocar o incêndio em uma casa em Bangu, na Zona Oeste do Rio foi preso na Tijuca, na Zona Norte da cidade, neste sábado. Em fuga, David Souza Miranda era procurado pela Polícia Civil, após a morte de duas meninas, entre elas a sua filha, e com a internação, em estado grave, de sua cunhada. Segundo o delegado Alexandre Herdy, titular da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), David confessou a parentes que iria matar sua ex-cunhada.

Vestido com uma camisa de time de futebol, bermuda preta e chinelo, David foi localizado pelos agentes da DHC, que contaram com o apoio de policiais do programa Segurança Presente para efetuarem a prisão. Já detido, o homem foi encaminhado para a Barra da Tijuca, onde fica a Delegacia de Homicídios.

— A princípio, (responderá por) homicídio qualificado, por ter sido praticado de forma cruel e com impossibilidade de defesa das vítimas — detalhou o delegado Alexandre Herdy.

O crime foi cometido na comunidade da Coréia, que fica entre Bangu e Senador Camará, na Zona Oeste na noite desta sexta-feira, de onde David teria fugido sem prestar socorro às vítimas, conforme pontuaram os moradores do bairro à PM.

Vizinhos socorreram meninas

Com idades entre 4 e 5 anos, as vítimas, que são primas, deram entrada já mortas em unidades de saúde da Zona Oeste do Rio na madrugada deste sábado. Segundo a Polícia Militar, agentes foram acionados para checar uma ocorrência de violência contra a criança no Hospital municipal Albert Schweitzer, em Realengo, após as meninas, vítimas de queimadura, terem sido socorridas por vizinhos para a unidade e também para a Upa de Bangu.

Às 23h25 desta sexta-feira, bombeiros do Quartel de Campo Grande foram acionados para conter um incêndio na casa, localizada na Rua do Abel. Na chegada ao local, foram parados para socorrer uma mulher, de cerca de 30 anos, vítima de queimaduras, encaminhada para o Hospital Albert Schweitzer. As outras vítimas já haviam sido socorridas.

Essa mulher é Natasha Maria Albuquerque, mãe de uma das crianças. Seu estado é grave, com queimaduras por todo o corpo, segundo a direção do hospital.

João Vitor Costa e Vera Araújo
https://oglobo.globo.com/rio/

Midia move o mundo