RedeGNI

Global News International

DestaqueEsportesF1Futebol

Esportes: Há 50 anos, Zico fazia único gol pelo Flamengo

Há 50 anos, Zico fazia único gol pelo Flamengo em dia de aniversário; veja vídeo da bela jogada
Chute de pé esquerdo contra a seleção do Kuwait dava ao Galinho de Quintino apenas seu 32º dos 508 gols com a camisa rubro-negra
Por Fred Gomes

Que Zico é o rei insuperável e inalcançável na história do Flamengo todo mundo rubro-negro sabe. Sabe também que ele é o maior artilheiro do clube e que distribuiu gols de presente para aniversariantes de praticamente todas as datas possíveis. Mas você sabia que ele marcou apenas uma vez na data de seu nascimento com a camisa que veste desde 3 de março de 1953? Aconteceu há exatos 50 anos.

No dia do 21º aniversário de Zico, o Flamengo fazia a última das cinco partidas de uma excursão com passagens por África, Europa e Ásia. A parada final do tour rubro-negro aconteceria no Estádio Al Kuwait Sports Club Stadium, e o time do técnico Joubert tinha pela frente a seleção local.

https://ge.globo.com/video/ha-50-anos-zico-fez-o-unico-gol-em-dia-de-aniversario-pelo-flamengo-12405113.ghtml

No Brasil, havia certa cobrança em relação ao Rubro-Negro, já que a equipe vinha de dois empates com a seleção do Zaire (3×3 e 4×4), outro com a Arábia Saudita (2×2) e uma derrota para o Olympiacos (1×2), da Grécia. O Jornal dos Sports de 3 de março de 1971 destacava que “o Flamengo tinha sua última chance de apagar a má impressão”.

Zico chegava ao 90º jogo e o 32º gol pelo Fla
Se a sequência de tropeços trazia contestação ao Flamengo, o garoto Zico, que começava a se consolidar como figura do time e ainda era tratado como “atacante” em matéria do Jornal dos Sports, recebia apenas elogios (leia acima). Dos 10 gols marcados pela equipe na excursão, cinco foram do Galinho de Quintino. Àquela altura, ele tinha 13 jogos em 1974 e impressionantes 15 gols.

– Antes de sairmos do Brasil, todos puderam ver que o Zico estava jogando um futebol da mais alta qualidade. Ele vai ser uma das maiores atrações do próximo Campeonato Nacional. Isso eu tenho certeza que irá ocorrer – afirmou o técnico Joubert.
Atleta profissional do Flamengo desde 29 de julho de 1971, quando debutara em vitória por 2 a 1 sobre o Vasco pelas mãos de Fleitas Solich, Zico chegava a apenas seu 90º jogo. Com uma jogada que se tornaria marca registrada de sua carreira, marcou o primeiro gol do Flamengo no triunfo por 3 a 2 sobre a seleção do Kuwait.

Zico recebe na intermediária, tira o marcador com um lindo drible, parte em progressão rumo à baliza rival e, num movimento rápido, dá uma tacada que o telespectador menos atento precisa de um replay para identificar com qual pé o craque bateu. Destro, o eterno camisa 10 usou a perna esquerda que lhe garantiu muito gols para vencer o goleiro adversário.

Aquele seria apenas o 32º de 508 gols do maior nome dos quase 129 anos do Flamengo. Aniversariante deste domingo, Arthur Antunes Coimbra, presenteou rubro-negros e fãs brasileiros, italianos, japoneses e de todo o mundo com um futebol mágico. Com o vermelho e preto da família Antunes, conquistou o Mundial Interclubes (1981), a Libertadores (1981), o Brasileiro (1980, 1982, 1983 e 1987) o Carioca (1972, 1974, 1978, 1979, 1979 Especial, 1981 e 1986) e um sem-número de taças regionais, nacionais e internacionais disputadas em duas décadas.

Como apaixonado por futebol que é, o autor desta matéria, mesmo sem ter visto Zico jogar, sabe que é dever de todo setorista do Flamengo dedicar linhas e páginas anualmente ao eterno camisa 10 da Gávea. Dito isso, parabéns, Zico! Sucesso, saúde e realizações ao lado de Sandra, Júnior, Bruno, Thiago, Felipe , Gabriel, Antônio, Arthur, Alice, Larissa, David, Tom e Sofia.

Globo Esportes