A verdade dos fatos é a nossa notícia

BrasilCampeonato Brasileiro 2023EsportesMancheteVasco

Guia do Carioca 2024

Guia do Carioca 2024: tudo sobre o campeonato que começou nesta quarta-feira
Veja como os 12 clubes iniciam a briga pelo título da tradicional competição estadual

O Campeonato Carioca 2024 começa a ser disputado nesta quarta-feira com três partidas – as restantes serão realizadas na quinta. A edição deste ano terá, pela quarta vez consecutiva, o mesmo regulamento. Os times se enfrentam em turno único, com todas as equipes jogando 11 partidas – quatro passam para as semifinais da competição.

Atual campeão, o Fluminense vem embalado após uma temporada memorável coroada pelo inédito título da Libertadores. Os comandados de Fernando Diniz vão buscar o tricampeonato carioca. Ao todo, o clube acumulou três conquistas seguidas em quatro ocasiões, sendo a primeira delas o único tetracampeonato estadual do clube, entre 1906, 1907, 1908 e 1909. Depois, alcançou três títulos seguidos em 1917-18-19, 1936-37-38 e 1983-84-85.


Por sua vez, o Botafogo também não teve o que comemorar em 2023 e precisa virar a chave após a campanha frustrante no Brasileirão, com direito a um primeiro turno praticamente perfeito e um returno em que o título ficou pelo caminho. O clube contratou seis reforços até o momento e vai em busca do título que não vem desde 2018.

Já o Vasco, comandado pelo icônico técnico Ramón Díaz, dá sequência ao processo de reestruturação iniciado pela SAF e começa a temporada com um time-base e alguns reforços pontuais. O clube vai disputar as primeiras rodadas com um misto de jogadores do elenco principal e garotos do sub-20 – a estreia da equipe principal deve acontecer somente a partir da terceira rodada.

Os times participantes
Audax Rio, Bangu, Boavista, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Madureira, Nova Iguaçu, Portuguesa, Sampaio Corrêa, Vasco e Volta Redonda.

 

A primeira rodada do Carioca 2024
Qua (17/01) – 16h50 – Portuguesa x Bangu, Luso Brasileiro

Qua (17/01) – 19h – Botafogo x Madureira, Nilton Santos
Qua (17/01) – 21h30 – Flamengo x Audax, Arena da Amazônia
Qui (18/01) – 15h45 – Nova Iguaçu x Sampaio Corrêa, Laranjão
Qui (18/01) – 19h30 – Vasco x Boavista, São Januário
Qui (18/01) – 21h30 – Volta Redonda x Fluminense, Raulino de Oliveira

 

Regulamento
O Campeonato Carioca será disputado entre janeiro e abril, com formato dividido em primeiro turno (Taça Guanabara), semifinal e final. Os 12 clubes jogam entre si, e os quatro melhores vão para as semifinais da competição.
A semifinal será disputada em dois jogos, nos confrontos entre o 1º e o 4º colocados, o 2º e o 3º colocados – com vantagem do empate do time de melhor campanha. A final será em duas partidas, sem vantagem para nenhuma das equipes. O campeão sai nas finais de 31 de março e 7 de abril.

 

Os quatro clubes classificados entre o 5º e o 8º lugares ao fim das 11 rodadas da Taça Guanabara jogarão as semifinais da Taça Rio, que não têm qualquer ligação com as finais do Campeonato Carioca. Apenas o último colocado será rebaixado.
Inscrição de jogadores

Os clubes podem inscrever novos jogadores até o penúltimo dia útil que anteceder a semifinal do Campeonato Carioca.
Para a primeira partida da Taça Guanabara e os demais jogos do campeonato, o regulamento diz o seguinte:
“Para a primeira partida da Taça Guanabara somente poderão participar os atletas inscritos até o 5º dia útil que anteceder o início do campeonato e cujo registro conste no BIRA, sem pendências, até o último dia útil que anteceder a respectiva partida;
I”Para cada uma das demais partidas do campeonato somente poderão participar os atletas inscritos até o penúltimo dia útil que anteceder o início da respectiva rodada e cujo registro conste no BIRA, sem pendências, até o último dia útil que anteceder a respectiva partida”.

Como chegam cada um dos 12 participantes?

BOTAFOGO
O Botafogo chega para 2024, inicialmente no Carioca, para reparar a perda do título brasileiro em 2023. Ao todo, 10 jogadores saíram do clube, enquanto seis chegaram, como o atacante Savarino e o lateral-direito Manafá. Paralelo ao Estadual, a equipe de Tiago Nunes busca a classificação para a fase de grupo da Libertadores – o time joga no dia 21 de fevereiro a segunda fase.

Time-base: John, Halter, Danilo Barbosa e Alexander Barboza; Tchê Tchê, Marlon Freitas, Eduardo e Marçal; Victor Sá, Júnior Santos e Tiquinho Soares.

Time-base: John, Halter, Danilo Barbosa e Alexander Barboza; Tchê Tchê, Marlon Freitas, Eduardo e Marçal; Victor Sá, Júnior Santos e Tiquinho Soares.

FLAMENGO
Vice-campeão nos últimos dois anos, o Flamengo chega pressionado para apagar a má impressão deixada por um 2023 sem títulos. A base por enquanto é a mesma, e De La Cruz foi o único jogador contratado até o momento. O uruguaio de 26 anos só fará seu primeiro jogo no Carioca a partir da quinta rodada, já que não estava regularizado para a estreia e ficará nos Estados Unidos até o dia 30. O Fla ainda tenta a contratação do ponta Luiz Henrique, do lateral-esquerdo Viña e do zagueiro Léo Ortiz. O clube perdeu os seguintes jogadores em relação ao ano passado: Filipe Luís, Rodrigo Caio, Everton Ribeiro, Matheuzinho e está a ponto de confirmar a saída de Thiago Maia.

Time-base:

Rossi, Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Pulgar, Gerson, Arrascaeta e De La Cruz; Everton Cebolinha (Bruno Henrique) e Pedro.

Arrascaeta e De La Cruz no treino do Flamengo — Foto: Marcelo Cortes /CRF

FLUMINENSE

Atual bicampeão, o Fluminense vai iniciar o estadual deste ano com o sonho de encerrar um tabu que dura 39 anos: o de conquistar um tricampeonato. Para esta edição, a equipe aposta na manutenção de boa parte do elenco que conquistou o Carioca e Conmebol Libertadores de 2023. Até o momento, o clube anunciou três reforços: o zagueiro Antônio Carlos, que estava no Orlando City, o goleiro Felipe Alves, ex-Fortaleza e São Paulo, além do meia Renato Augusto, principal reforço até aqui. Por ter disputado o Mundial de Clubes em dezembro, o elenco principal está de férias, e o Fluminense iniciará a competição com jovens da base e peças que ficaram de fora da competição disputada em Jedá, na Arábia Saudita.

Time-base:

Fábio; Samuel Xavier, Antônio Carlos (Manoel), Felipe Melo e Marcelo; André, Martinelli, Ganso (Renato Augusto), Arias, Keno e Cano.

Cano comemora gol pelo Fluminense — Foto: LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC

VASCO

Terceiro maior campeão do Campeonato Carioca, o Vasco quer encerrar um jejum que já dura oito anos: o último título foi em 2016. A base da equipe, diferente de temporadas recentes, foi mantida após a recuperação e a fuga do rebaixamento no Brasileirão 2023. Até o momento, quatro jogadores foram contratados, e a expectativa é de que mais gente chegue até o encerramento da janela. O técnico Ramón Díaz e seu filho, Emiliano Díaz, comandam o barco, mas só farão sua estreia junto do elenco principal a partir da terceira rodada, já que estão em pré-temporada em Punta del Este, no Uruguai.

Time-base:

Léo Jardim, Paulo Henrique (Puma), João Victor (Maicon), Medel, Lucas Piton, Zé Gabriel, Praxedes, Paulinho, Payet (Marlon Gomes) Adson e Vegetti.

Payet, do Vasco, em ação contra o Corinthians — Foto: Jorge Rodrigues/AGIF

Audax Rio

Vice-campeão da Taça Rio em 2023, o Audax viveu uma temporada especial em 2023. Após se classificar para a Copa do Brasil pela primeira vez, algo que é um dos trunfos do clube para a temporada, o time manteve seis jogadores do elenco do ano passado e também foi ao mercado em busca de 19 atletas, a maioria deles com passagens por times de menor investimento do Rio de Janeiro e de outros estados. Diferente de outras equipes do estadual, o Audax não foi em busca de medalhões e nomes mais conhecidos pelo público em geral. O time é comandado pelo técnico Tuca.

Bangu

Bicampeão carioca, com títulos conquistados em 1933 e 1966, o Bangu aposta suas fichas num treinador jovem e vai ser comandado por Alexandre Gomes, que recentemente passou pela Cabofriense. Já o elenco é formado por jogadores mais cascudos, com destaque para o atacante Anderson Lessa, que volta ao clube com o qual tem bastante identificação. Emprestado pelo Vasco, Cadu deverá ser o goleiro titular. Alguns jogadores do time que foi eliminado esta semana na Copinha também podem ser aproveitados.

Boavista

Já consolidado como um dos clubes que costuma dar trabalho aos grandes, o Boavista decidiu apostar em um elenco mais jovem nesta edição do Campeonato Carioca. O clube acertou com alguns jovens oriundos de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco, além de contratar o técnico português Filipe Cândido, de 44 anos, com experiência apenas no futebol de Portugal. A comissão técnica é formada também por outros portugueses. Velhos conhecidos do futebol do Rio de Janeiro, como Erick Flores e Matheus Alessandro, estão no grupo.

Madureira

Com passagens por vários clubes que disputaram a Série A do Campeonato Brasileiro, sendo o Santos o principal deles, o atacante Rodrigão, de 30 anos, é o nome mais conhecido do atual elenco do Madureira. O goleiro Douglas é outro mais veterano, com 31 anos, inclusive com passagens pelo próprio Madureira em sua carreira. O português Daniel Neri é o treinador. Ele chega com experiência no futebol nordestino, onde acumula três títulos estaduais seguidos: o Pernambucano de 2020, pelo Salgueiro; o Maranhense de 2021, pelo Sampaio Correa; e o Sergipano de 2022, pelo Sergipe.

Nova Iguaçu

Com um trabalho de longo prazo estabelecido pelo técnico Carlos Vitor, que foi jogador e funcionário do clube, o Nova Iguaçu entra na competição com um grupo com 16 jogadores remanescentes do ano passado. O comandante vai para sua quarta temporada no cargo. Um nome conhecido do futebol do Rio de Janeiro no elenco é o atacante Emerson Carioca, que atuou pelo Sampaio Corrêa-MA na Série B de 2023. Ele já teve passagens por Madureira, Volta Redonda, Cabofriense e Portuguesa-RJ, entre outros.

Portuguesa

Em seu centenário, a Portuguesa da Ilha investiu na contratação de Hernane Brocador, que fez sucesso no Flamengo em 2013, quando foi campeão e artilheiro da Copa do Brasil. O jogador vestirá a camisa 100 e será comandado pelo técnico João Carlos Ângelo, que tem experiência em clubes do Rio de Janeiro, inclusive na própria Portuguesa. Outros nomes conhecidos do elenco são Lucas Robinho, ex-Vasco, Leandrinho, ex-Botafogo, e Nenê Bonilha, que fez carreira em clubes do interior de São Paulo.

Sampaio Corrêa
O campeão da Série A2 do ano passado segurou a base do time que levantou o caneco e contratou cerca de 15 jogadores para compor o elenco, com destaques para o atacante Hugo Cabral (que estava no Londrina), o meia Marcelo (ex-Friburguense e Volta Redonda) e o meia Rodrigo Dantas (formado no Botafogo, que estava no Sporting Guadalupte-POR). O técnico Silvestre dos Anjos também foi mantido e comanda a equipe que manda seus jogos no simpático e acanhado Estádio Lourival Gomes, em Saquarema.

Volta Redonda
O Volta Redonda inicia o ano credenciado por uma temporada em que conseguiu destaque entre os times de menor investimento. No ano passado, o time do Sul Fluminense foi semifinalista da competição e terminou o estadual como o melhor dos pequenos. Entre os destaques da equipe para o Carioca 2024 está o experiente lateral Wellington Silva, de 35 anos, que acumula passagens por Flamengo, Fluminense e Internacional. Além do treinador, que é um velho conhecido do futebol do Rio: o ex-jogador Felipe Maestro.

GE Globo

Midia move o mundo