RedeGNI

Global News International

Brasil

Zona Oeste em pé de guerra: 40 ônibus são queimados no Rio de Janeiro

morte de um miliciano provocou um caos na Zona Oeste do Rio na tarde desta segunda-feira (23).

Ao menos 40 ônibus foram queimados a mando de criminosos na região, no que já é o dia com mais coletivos incendiados na história da cidade, segundo o Rio Ônibus.

Outros veículos e pneus também foram incendiados, fechando diversas vias em bairros como Campo Grande, Santa Cruz, Paciência, Guaratiba, Sepetiba, Cosmos, Recreio e Campinho.

Avenida Brasil fechada

Até a Avenida Brasil, a principal via expressa do Rio, chegou a ser fechada, com um ônibus atravessado na pista, sentido Santa Cruz.

Às 16h50, o município entrou em estágio de mobilizaçãoo segundo nível em uma escala de cinco e significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade.

Por volta do horário, havia 58 km de congestionamentos na cidade, o dobro da média (29 km) das últimas três segundas-feiras.

As aulas foram suspensas nas escolas públicas da região.

Em algumas, alunos e professores que estavam nos colégios permaneceram para se manterem em segurança.

Os ataques são em represália à morte do sobrinho do chefe da milícia Zinho, na comunidade Três Pontes.

Matheus da Silva Rezende, conhecido como Teteu e Faustão, era apontado como o número 2 na hierarquia da milícia comandada pelo tio, e foi morto durante uma troca de tiros com a Polícia Civil.

No mesmo tiroteio, um menino de 10 anos foi atingido de raspão, segundo familiares.

Ele foi levado para a UPA de Paciência, e liberado após atendimento.

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro está reunido nesse momento com os chefes das Polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal.

Leslie Leitão, Henrique Coelho, Raoni Alves, TV Globo e g1 Rio


Galeria de Fotos










 

Midia move o mundo