RedeGNI

Global News International

BrasilManchete

BA: ‘Megaoperação’ contra suspeitos de matar mais de 30 pessoas deixa 8 mortos

Oito homens morreram em confrontos com policiais durante operação na região de Águas Claras, em Salvador, e em Feira de Santana (BA) na manhã desta sexta-feira (22). Segundo a polícia, os mortos faziam parte de um grupo criminoso suspeito de matar mais de 30 pessoas.

A Bahia vive, desde junho, uma onda de violência marcada por tiroteios em Salvador. Operações policiais contra o tráfico de drogas têm provocado mortes nas últimas semanas.

A operação policial “Saigon”, desta sexta, foi deflagrada para cumprir 43 mandados de prisão e de busca e apreensão contra um grupo suspeito de traficar drogas e cometer homicídios.

Das seis mortes, cinco aconteceram na região de Águas Claras e uma em Feira de Santana.

Entre os homens mortos estão, Eduardo dos Santos Cerqueira, mais conhecido como “Firmino”, que de acordo com a Polícia Civil, é um dos chefes do tráfico de drogas no bairro. Ele é apontado por ser o mandante de diversos homicídios ocorridos na localidade.

Outro investigado que foi morto é Gilmar Santos de Lima, mais conhecido como “Capenga”, que acumula uma extensa ficha criminal, com entradas por tráfico de drogas e homicídio. De acordo com a polícia, o homem era o gerente do tráfico na localidade de “Casinhas”, em Águas Claras.

Durante a Operação Saigon, a mãe e a esposa de “Capenga” foram presas. A primeira estava com drogas e R$ 8 mil. Já a segunda estava com uma arma.

“Esse grupo é responsável por mais de 30 homicídios. É uma operação resultante do trabalho investigativo de mais de um ano conduzidas por equipes do DHPP, que reuniram informações de campo e utilizaram análises de dados de Inteligência e técnicas investigativas modernas, reunindo elementos de prova contra a atuação dos criminosos e permitindo a representação por medidas cautelares de prisão e busca e apreensão contra integrantes da organização”, explicou a diretora do DHPP, delegada Andréa Ribeiro.

Todos os presos foram levados para a sede do DHPP onde ficarão à disposição da Justiça. Um dos mandados de prisão foi cumprido no sistema prisional contra um suspeito de homicídio. Todo material apreendido será encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Participaram também da megaoperação, equipes de vários departamentos da Polícia Civil e agentes das polícias Militar, Federal e Rodoviária Federal.

Grupo é suspeito de envolvimento em mais de 30 homicídios — Foto: Haeckel Dias/Polícia Civil

João Souza, Monica Melo, Fernanda Martinez, g1 BA e TV Bahia
https://g1.globo.com/ba/bahia/https:

Midia move o mundo