RedeGNI

Global News International

Brasil

Rio: suspeito de atuar como segurança do miliciano Zinho é executado

Um homem suspeito de integrar a milícia do Zinho, maior do estado do Rio, foi morto com tiros de fuzil na Avenida Antares, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, na noite desta quinta-feira (21). Renan Ribeiro Viana, de 36 anos, é suspeito de ser um dos seguranças do miliciano.

Ele estava passando de carro na via quando foi surpreendido por homens armados. O veículo ficou crivado de balas e Renan morreu no local.

Policiais militares do 27º BPM (Santa Cruz) isolaram a área para a perícia da Delegacia de Homicídios da Capital investiga o caso.

Renan era conhecido como Renan Bomba, e tinha cinco anotações criminais. Ele foi preso em 2015 já sob a suspeita de ser segurança de Luis Antônio da Silva Braga, o Zinho. Na época, a milícia era chefiada pelo irmão dele, Carlos Alexandre da Silva Braga, o Carlinhos Três Pontes.

Carlos Alexandre acabou sendo morto em 2017 durante uma operação policial e a maior milícia do RJ passou para as mãos de Wellington da Silva Braga, o Ecko. Após a morte de Ecko, Zinho assumiu o grupo e agora é um dos criminosos mais procurados do Rio de Janeiro.

G1/GNI/RNT

Midia move o mundo