RedeGNI

Global News International

Agências de Notícias Internacionais

EUA: babá brasileira é presa em caso misterioso de duplo homicídio

Parece filme, mas é a vida real.

Rebecca De Mornay causou calafrios e marcou época ao interpretar uma babá de instinto assassino no suspense ‘A Mão Que Balança o Berço’.

Contudo, o caso que iremos relatar abaixo é como se o longa de 1992 tivesse o roteiro e direção de Christopher Nolan no melhor estilo ‘Amnésia’, já que temos certeza que muitos precisarão ler e reler a história para entendê-la.

No centro da trama – real, diga-se – está a brasileira Juliana Peres Magalhães, que foi presa após uma longa investigação que durou cerca de sete meses.

Ela foi presa acusada de atirar e matar Joseph Ryan em uma casa no condado de Fairfax, no estado americano da Virgínia, em fevereiro deste ano.

Contudo, outra vítima, Christine Banfield, a patroa de Juliana, também foi encontrada esfaqueada no local, chegou a ser resgatada, mas teve a morte decretada no hospital.

Juliana foi acusada pelo assassinato em segundo grau do rapaz, e ainda não se sabe quem esfaqueou a mulher.

Já está estranho, não é mesmo? Então senta que lá vem história. No dia do crime, Juliana em pessoa ligou para o 911 avisando a polícia de que um “amigo foi ferido”, desligando o telefone abruptamente.

Depois, foi a vez do marido de Christine pegar o telefone e dizer para a emergência que havia atirado em “um homem desconhecido que entrou em sua casa”.

Investigadores não notaram sinais de arrombamento e descobriram que o marido de Christine nem estava dentro do imóvel quando o homem foi alvejado.

A filha de quatro anos do casal estava na casa e felizmente não tinha ferimentos. O dono da casa, apesar de toda a confusão, ao menos por enquanto, não foi acusado de falso testemunho. A motivação de sua mentira ainda é alvo do trabalho da polícia.

Agora pode começar a reler, para tentar entender esse caso bizarro.

ANI/Agência de Notícias Internacionais

Midia move o mundo