A verdade dos fatos é a nossa notícia

Brasil

Morre estudante vítima de erro médico; superdosagem de tranquilizantes

A secretária de Saúde, o médico diretor clínico e a coordenadora de enfermagem do Hospital Municipal de Silvânia foram afastados após a morte de uma paciente. Segundo a família, a estudante de administração Vitória Cristina Queiroz dos Santos, de 21 anos, foi até a unidade com crise de ansiedade e o médico passou remédios contra indicados ao quadro clínico. A Polícia Civil investiga o caso.

“Eram medicamentos com a finalidade de entubação, não ansiedade. Normalmente utilizam para entubação 1 a 1.2 microgramas de um dos remédios, por peso. Ela teria que tomar 50 microgramas, mas foram aplicadas 4 ampolas de 10 miligramas, 2 mil microgramas”, explicou o advogado Jales Gregório.

Midia move o mundo