RedeGNI

Global News International

10 anosBrasilDestaqueEUAInternacional

Ibovespa acompanha humor negativo em NY e tem queda generalizada

Ibovespa acompanha humor negativo em NY e tem queda generalizada

Afterhours

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) encerrou em queda de 0,86% nesta terça-feira (30), aos 127.401,81 pontos, com a maioria das ações em terreno negativo, em linha com o movimento de Nova York. O dólar passou o dia em alta, mas encerrou em queda de 0,02%, a R$ 4,94. Dados do mercado de trabalho nos Estados Unidos divulgados mais cedo – o JOLTS – foram avaliados como um indicativo de que a economia americana segue forte e que, portanto, o Federal Reserve terá menos argumentos para baixar os juros em março. Nesta quarta-feira (31), tanto o banco central americano quanto o brasileiro definem suas taxas de juros.
No índice brasileiro, apenas nove papéis encerraram o pregão em alta. O destaque negativo foi, mais uma vez, a ação da Gol (GOLL4), que caiu 26,97%. A companhia aérea, que pediu recuperação judicial nos Estados Unidos na última semana, deixará o Ibovespa a partir de amanhã.

Ontem (29), as ações da Gol haviam caído 36%. Depois da Gol, Casas Bahia (BHIA3), Braskem (BRKM5), Petz (PETZ3) e Azul (AZUL4) lideraram as baixas, com quedas de 8,32%, 5,62%, 5,03% e 4,62%, respectivamente. As ações de maior peso no Ibovespa, como Vale (VALE3), Petrobras (PETR4, PETR3) e as dos grandes bancos, também caíram. Entre as poucas ações no sentido positivo, as maiores altas foram de Suzano (SUZB3), Carrefour (CRFB3) e Embraer (EMBR3): +2,56%, +2,51% e +2,46%, respectivamente.

Estados Unidos

Os principais índices dos Estados Unidos encerraram esta terça-feira em queda. O S&P 500 perdeu 0,06%, e o Nasdaq Composite, 0,76%. Ambos os índices tinham renovado seus recordes na véspera. Já o Dow Jones subiu 0,35%. Às vésperas da divulgação de resultados trimestrais, as big techs estiveram entre os destaques negativos.

Bloomberg

Midia move o mundo