A verdade dos fatos é a nossa notícia

Brasil

Para fugir da PM, homem sobe em poste, passa a noite e deixa centenas sem energia elétrica

Um homem que estava fugindo da Polícia Militar subiu em um poste no bairro Clóvis Alvim, em Itabira, na Região Central de Minas Gerais, às 16h30 desta sexta-feira (4). Policiais e militares do Corpo de Bombeiros trabalham na tentativa de fazê-lo descer.

Segundo informações iniciais, ele pegou um bastão de madeira e subiu no poste de energia elétrica. Por causa disso, ao menos 380 clientes da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) ficaram sem luz. No início da tarde, parte deles tiveram a situação normalizada, e outros 59 moradores continuavam sem energia elétrica.

“O indivíduo possui diversos inquéritos por crimes de roubo, furto, dano, apropriação indébita, dentre outros”, disse a PMMG.

Cigarros e marmita

Para sair de lá, o suspeito exige a presença de um irmão, além de cinco cigarros e uma marmita. A negociação é feita com promotores.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito é Fábio Martins. Ele ficou preso oito anos, mas estava no regime semiaberto.

O advogado dele disse que ele já não estava respeitando as regras do regime, e, por isso, voltaria para regime fechado. Fábio alegou que teve uma prisão traumática, por isso tem resistido.

Conforme informado pela Cemig, foi necessário “desligar a rede no local por medidas de segurança”.

O que diz a PMMG:

“Informações preliminares é que no final da tarde, por volta das 16h30min, militares compareceram à casa de um indivíduo de 38 anos, para cumprimento de um mandado de prisão em aberto, após regressão de pena.

O autor ao avistar a guarnição teria subido no telhado de sua residência, de onde atirou objetos contra a guarnição, tendo posteriormente alcançado o topo do poste de energia da CEMIG, onde permanece.

A polícia militar acionou o Corpo de Bombeiros Militares para resgate do indivíduo com segurança, e a CEMIG para desligar a energia no local.

A Polícia Militar e Bombeiros Militares permanecem no local em negociação com o indivíduo que se nega a descer. O indivíduo possui diversos inquéritos por crimes de roubo, furto, dano, apropriação indébita, dentre outros. “

Leonardo Milagres e Jô Andrade, g1 Minas — Belo Horizonte
https://g1.globo.com/mg/minas-gerais

Rede GNI | A verdade dos fatos é a nossa notícia https://redegni.com.br/ Twitter: @RedeGNI Gettr: @RedeGNI Instagram: RedeGNIreal