A verdade dos fatos é a nossa notícia

Agências de Notícias InternacionaisEuropaInternacionalManchete

Carne humana na mala de Brasileiro

Carne humana na mala: Brasileiro é considerado inimputável e internado por matar amigo na Holanda

A Justiça holandesa emitiu uma ordem de internação compulsória para Begoleã Mendes Fernandes, um mineiro de 26 anos, visando tratamento psiquiátrico. O crime pelo qual Begoleã foi sentenciado ocorreu em fevereiro de 2023, quando ele tirou a vida de Alan Lopes, de 21 anos.

Após uma investigação conduzida pela perícia, o Ministério Público da Holanda solicitou à Justiça a internação compulsória de Begoleã. A conclusão do laudo indicou que ele desenvolveu um delírio paranoico em relação à vítima, acreditando erroneamente que Alan era um canibal e que pretendia matá-lo para comê-lo. Esse medo e delírio teriam sido motivos do homicídio.

De acordo com o tribunal holandês, Begoleã é diagnosticado como esquizofrênico e estava em estado de transtorno mental no momento do crime. Ele foi considerado não punível em uma sentença proferida nesta quinta-feira (8).

Segundo informações do Ministério Público da Holanda, Alan Lopes sofreu aproximadamente 100 facadas, que atingiram diversas partes do corpo, incluindo cabeça, pescoço e tórax.

A Justiça também determinou que a mãe de Alan receba uma indenização de 27,6 mil euros, enquanto o pai receberá 17,5 mil euros.

Relembrando o caso, Begoleã foi detido em 27 de fevereiro de 2023, quando tentava embarcar de Lisboa, Portugal, para Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, com carne na bagagem. Segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal, ele apresentou um cartão de identidade italiano e outros documentos em nome de terceiros. Duas semanas após sua detenção, ele foi extraditado para a Holanda, onde permanece preso desde março do ano passado. Begoleã Mendes Fernandes é natural de Matipó, cidade localizada a 250 km de Belo Horizonte.

Midia move o mundo