A verdade dos fatos é a nossa notícia

10 anosAgências de Notícias InternacionaisBrasilDestaquePolítica

‘Declaração antissemita’: Confederação Israelita denuncia Genoino ao MP por racismo e incitação ao crime

‘Declaração antissemita’: Confederação Israelita denuncia Genoino ao MP por racismo e incitação ao crime
Recentemente, o ex-presidente do PT defendeu boicote a ‘empresas de judeus’
Na terça-feira (23), a Confederação Israelita do Brasil (Conib) apresentou uma denúncia no Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP) contra o ex-presidente do PT, José Genoino, por racismo e incitação ao crime.

A ação foi proposta após o petista defender boicote a ‘empresas de judeus’ ou vinculadas ao estado de Israel.
No pedido de inquérito, a Conib pede a “apuração dos gravíssimos e repugnantes fatos que, em tese, caracterizam os crimes de racismo e incitação ao crime”, e afirma que a declaração de Genoino é considerada “antissemita”.

“O boicote a judeus foi uma das primeiras medidas adotadas pelo regime nazista contra a comunidade judaica alemã, que culminou no Holocausto”, diz a entidade ao MPF.
Na ação, a Conib também relata as motivações do grupo terrorista palestino Hamas contra os israelenses, na guerra do Oriente Médio, que já dura mais de 3 meses.

“O próprio estatuto desse grupo criminoso dispõe que o Hamas é impulsionado pelo racismo genocida. O objetivo é exterminar os judeus, destruir o Estado de Israel e substituí-lo por um regime brutal de supremacia religiosa”, diz a Conib na ação. “Não podemos aceitar como sociedade e em um Estado Democrático de Direito, que pessoas sejam distinguidas, separadas e podadas de seus direitos básicos apenas por pertencerem a um povo e professarem uma religião, no caso a fé judaica”. Além do inquérito contra Genoino, a Conib também pede “a apreensão de aparelhos e computadores visando implementar a prova já existente” e “a suspensão do uso das rede sociais”.

Gazeta Brazil

Midia move o mundo