RedeGNI

Global News International

BrasilCampeonato Brasileiro 2023Esportes

Vasco encerra acordo mais cedo com Pixbet

Vasco encerra acordo mais cedo com Pixbet para parceria com EstrelaBet
O patrocínio da camisa EstrelaBet ao Vasco da Gama cobrirá as próximas duas temporadas

Alex Donaldson

O CR Vasco da Gama teria fechado um novo acordo de patrocínio de camisas com a empresa de apostas brasileira EstrelaBet.
Segundo veículos brasileiros, o Vasco pagou US$ 820 mil para rescindir seu contrato anterior de patrocínio de camisas com a Pixbet, a fim de contratar a EstrelaBet como seu novo patrocinador a partir da temporada de 2024.

A Pixbet ainda consta como patrocinadora no site do Vasco, porém, sua logomarca não apareceu nos kits vascaínos utilizados nos treinos de pré-temporada. O Vasco só renovou o acordo comercial com a Pixbet antes do início da temporada de 2023, em uma mudança que deveria durar até o final do próximo calendário de 2024.

Atualmente patrocinadora dos times de basquete e futsal do Vasco, há rumores de que a EstrelaBet estará pagando até US$ 18,5 milhões em duas temporadas para patrocinar o clube, que retornou à principal competição da Série A do futebol brasileiro em 2023, após duas temporadas fora e por pouco evitou o rebaixamento. O acordo de US$ 9,25 milhões por temporada fará com que o clube receba mais que o dobro dos US$ 4,5 milhões que a Pixbet estaria pagando.

O contrato supostamente inclui complementos relacionados ao desempenho para o clube que podem chegar a até US$ 2 milhões.
O acordo coloca o Vasco em empresa conceituada no campeonato brasileiro, com seu valor entre os mais altos do campeonato para patrocinador de camisas, segundo GlobalData Sport.

A EstrelaBet também é patrocinadora de camisas do América Mineiro, que também disputa a Série A do Brasil em um acordo que o clube descreveu como o “maior” de sua história, mas é bem inferior ao que o Vasco está comandando para o patrocínio de camisas.
Enquanto isso, a Pixbet concordou recentemente com um acordo para patrocinar o gigante brasileiro da Série A, Flamengo, por cerca de US$ 17,3 milhões por ano, uma taxa recorde para uma seleção brasileira na época, embora tenha sido rapidamente superada.
O cenário de patrocínio da liga brasileira é dominado por parceiros de apostas, e o governo já tomou medidas para regular o mercado de apostas esportivas no país.

No início de janeiro, foi aprovado um projeto de lei que prevê o lançamento de um mercado federal de apostas esportivas com uma nova estrutura reguladora em vigor para tributar os ganhos e formalizar a lei de apostas.

Sportcal .com

Midia move o mundo