A verdade dos fatos é a nossa notícia

Internacional

Deslizamento de terra na Colômbia deixa ao menos 33 mortos

Deslizamento de terra na Colômbia deixa ao menos 33 mortos

Dezenas de pessoas ficaram feridas e algumas foram encaminhadas para diferentes hospitais da região; Itamaraty expressou seu pesar diante dessa terrível tragédia

 

Um deslizamento de terra na região Oeste da Colômbia resultou na morte de pelo menos 33 pessoas e deixou dezenas de feridos, de acordo com informações das autoridades locais. A Unidade Nacional de Gestão de Risco de Desastres divulgou um comunicado informando que a avalanche de lama cobriu uma estrada movimentada que liga as cidades de Quibo e Medellín, em uma área montanhosa.

Cerca de 35 pessoas feridas foram encaminhadas para diferentes hospitais da região. O presidente colombiano, Gustavo Petro, se manifestou através do X (antigo twitter), garantindo que seu governo fornecerá todo o apoio necessário nessa “tragédia horrível”.

“Toda a ajuda disponível está sendo enviada para Chocó nesta terrível tragédia”, escreveu o líder colombiano. Francia Márquez, vice-presidente, também se manifestou sobre o ocorrido. “Lamento profundamente a morte de 33 pessoas nesta tragédia, a maioria meninas e meninos, segundo informes preliminares do território. Toda a nossa solidariedade ao departamento de Chocó e às famílias das vítimas”, escreveu.

Mais cedo, em entrevista à rádio Blu, Jaime Herrera, prefeito do município de Carmen de Atrato, no departamento de Chocó, havia anunciado o registro de 23 mortos e 20 feridos. Na noite de sexta-feira, as autoridades haviam registrado 18 mortes e 30 pessoas presas sob os escombros que bloquearam a estrada que vai de Medellín a Quibdó (noroeste). Imagens compartilhadas nas redes sociais e em canais de televisão mostram o momento em que um pedaço da montanha se desprende e soterra uma fila de carros, enquanto se ouvem gritos.

“Nas primeiras horas da manhã, inspeções foram realizadas em 17 corpos que foram transferidos do local da tragédia para o Instituto de Medicina Legal de Medellín, e apenas o de uma mulher foi identificado”, informou o governo de Chocó em um comunicado.

Vários deslizamentos dificultam o trabalho de socorristas e bombeiros que chegam à área. Apesar da Colômbia atravessar uma temporada de seca, o Instituto de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais (IDEAM) registrou fortes chuvas na sexta-feira em alguns departamentos do Pacífico e da Amazônia. “Desde ontem à noite, estamos trabalhando em conjunto com órgãos de emergência e socorro na estrada Quibdó-Medellín, onde ocorreu o deslizamento de terra. Estamos mobilizando todas as nossas capacidades para resgatar e socorrer os afetados”, disse a Polícia. Aproximadamente 50 soldados também chegaram à área para apoiar os esforços de busca. Imagens compartilhadas pela instituição mostram militares enlameados percorrendo um terreno pantanoso.

O governo brasileiro expressou seu pesar diante dessa terrível tragédia, por meio de uma nota publicada no site do Itamaraty. “Tomamos conhecimento, com profunda consternação, dos deslizamentos de terra provocados por fortes chuvas em comunidade indígena no departamento de Chocó, no noroeste da Colômbia, que levaram ao falecimento, feridos e desaparecidos. O governo brasileiro expressa sua solidariedade aos familiares das vítimas e manifesta suas sinceras condolências ao governo e ao povo da Colômbia”, diz a nota.

Jovem Pan/ vídeo Terra Brasil

Midia move o mundo