RedeGNI

Global News International

Agências de Notícias Internacionais

Filho de Joe Biden é acusado de esquema de evasão fiscal nos EUA e pode ser preso

Hunter Biden, filho de Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, foi acusado nesta quinta-feira (7) de envolvimento em um esquema para evitar o pagamento de cerca de US$ 1,4 milhão (R$ 6,9 milhões) em impostos entre 2016 e 2019, disse o Departamento de Justiça.

Ele recebeu um total de nove acusações criminais: três fiscais e seis fiscais de contravenção. Se for condenado, ele poderá pegar uma pena de até 17 anos de prisão.

As investigações ainda estão em andamento, segundo as autoridades.

“[Hunter Biden] gastou milhões de dólares num estilo de vida extravagante, em vez de pagar as suas contas fiscais”, disse a acusação em um tribunal em Los Angeles, na Califórnia.

A investigação crimimal é liderada por um procurador de Delaware e está aberta desde 2018. Em julho, um acordo judicial entre Hunter Biden e os promotores quase foi fechado, onde ele se declararia culpado de crimes fiscais e admitiria que comprou uma arma mesmo sem requisitos legais para isso.

Em troca, Hunter cumpriria pena de dois anos em liberdade condicional, em vez de ser preso. No entanto, o acordo fracassou na última hora e não chegou a ser assinado.

Em outubro, Hunter Biden se declarou inocente após ser acusado de mentir sobre o uso de drogas ao comprar uma arma. Essa foi a primeira vez que um primeiro processo criminal foi aberto contra o filho de um presidente dos EUA em exercício.

ANI

Midia move o mundo