A verdade dos fatos é a nossa notícia

Agências de Notícias InternacionaisInternacionalManchete

Brasileiro invade residência na Pensilvânia, rouba um rifle, troca tiros e consegue fugir

Na madrugada desta terça-feira, 12, o brasileiro que fugiu da cadeia nos Estados Unidos após ser condenado à prisão perpétua foi avistado por moradores do estado da Pensilvânia, de acordo com a imprensa americana.

Autoridades afirmaram que ele está armado com um rifle.

Um cerco foi montado na região.

Danilo Cavalcante foi condenado por matar a ex-namorada Débora Evangelista Brandão.

O crime aconteceu em abril de 2021, na cidade de Phoenixville. No dia 31 de agosto, ele conseguiu escapar da prisão.

Desde então, buscas são feitas.

A CNN norte-americana afirmou que Danilo foi avistado por moradores em uma região que fica a cerca de 32 quilômetros da prisão de onde ele fugiu.

Já a rede CBS acrescentou que os relatos foram feitos por volta das 23h — meia-noite desta terça-feira (12), em Brasília.

Segundo a imprensa local, um morador local disparou sete tiros contra uma pessoa que tentou roubar sua propriedade. A polícia não confirma se seria Danilo. Outra testemunha afirma ainda que ele teria roubado uma arma durante o confronto.

De acordo com a imprensa norte-americana, a polícia espera prender Danilo nas próximas horas. As autoridades pediram para que os moradores procurem por abrigos seguros e acionem o serviço de emergência caso tenham informações sobre o fugitivo.

“Os residentes da área são solicitados a trancar todas as portas e janelas, proteger os veículos e permanecer em casa. Não se aproxime”, publicou a polícia em uma rede social.

Fugitivo pegou arma em garagem e trocou ‘vários tiros’ com morador, confirma polícia dos EUA: ‘Está desesperado’

A polícia americana confirmou, na manhã desta terça-feira, que o brasileiro Danilo Cavalcante, foragido há 12 dias no estado americano da Pensilvânia, trocou “vários tiros” com um morador da região South Coventry, na véspera. Em entrevista coletiva, o tenente-coronel George Bivens, da polícia estadual, ponderou que não há motivos para acreditar que o fugitivo está ferido. Condenado à prisão perpétua por matar a facadas sua ex-namorada, a maranhense Déborah Brandão, Cavalcante escapou da prisão de Chester County escalando as paredes, em 31 de agosto, e desde então é procurado.

Segundo Bivens, o morador abriu fogo na direção de Cavalcante quando ele deixava a propriedade privada dele na região, e o brasileiro respondeu. O morador então acionou a polícia, que, segundo Bivens, chegou ao local “em minutos”, mas não localizou o foragido.

— Acreditamos que foi um crime de oportunidade. Ele viu que a garagem estava aberta, estava procurando algum lugar para se esconder. Ele entrou, viu a arma, reconheceu que o dono estava na propriedade e fugiu com a arma — ressaltou o tenente-coronel. — Eles trocaram vários tiros, não sabemos exatamente quantos.

De acordo com Bivens, a confirmação de que Cavalcante carrega uma arma não muda nem agrava a operação de buscas pelo brasileiro, que já mobiliza mais de 500 agentes.

— Ele está tentando sobreviver e evitar ser capturado. Consideramos ele perigoso desde o início, isso não muda nada. Sempre consideramos ele um risco, mas agora sabemos com certeza que ele tem uma arma. Não vamos esvaziar casas, mas pedimos que as pessoas tranquem as portas — destacou o agente, que reconheceu os riscos de o fugitivo disparar novamente. — Ele já matou duas pessoas [no passado]. Ele está desesperado o bastante e pode usar essa arma.

Polícia rebate críticas e confia em sucesso ‘a longo prazo’

“Cavalcante foi visto pela última vez em South Coventry Twp, Chester Co., sem camisa e vestindo calça azul, carregando um rifle .22 roubado com uma lanterna. Os residentes devem ligar para o 911 imediatamente se ele for localizado”, disse a polícia da Pensilvânia, pelo X (antigo Twitter).

O perímetro de buscas foi expandido. Pela noite, buscas foram feitas por equipes táticas de várias equipes, inclusive federais. Os times foram substituídos — alguns deles após cerca de 20 horas de atuação. Bivens rebateu críticas de que as equipes tenham se equivocado ou falhado durante as buscas pelo equivocado, mas reconheceu os desafios da operação. Ele classificou o trabalho dos agentes como “incrível” e destacou acreditar que os esforços serão “bem-sucedidos a longo prazo”. As escolas da região foram fechadas diante das novas informações sobre o paradeiro de Cavalcante.

A recompensa pelo brasileiro subiu para US$ 25 mil, cerca de R$ 123 mil, nesta segunda. Nesta terça-feira, as autoridades locais disseram que o fugitivo está armado com um rifle e montaram um cerco na região de Ridge Road, Coventryville Road e Daisy Point Road, onde ele foi visto por moradores. Pela manhã, a polícia local enviou uma mensagem sonora de alerta aos residentes e apelou para que eles evitassem circular pela área, trancassem casas e carros e não abordassem o criminoso.

Aos 34 anos, Cavalcante é descrito pela Interpol como um homem de 1,52 metro, 54 quilos, de cabelos pretos e olhos castanhos. Ele pode estar vestindo camiseta branca, calça verde ou cinza da prisão e tênis branco, alertou o órgão. As autoridades americanas descrevem o brasileiro como “extremamente perigoso”.

ANI/GNI/G1

Rede GNI | A verdade dos fatos é a nossa notícia https://redegni.com.br/ Twitter: @RedeGNI Gettr: @RedeGNI Instagram: RedeGNIreal