RedeGNI

Global News International

Esportes

Fluminense é campeão da Taça Libertadores da América

O tricolor das Laranjeiras é o dono da América.

O Fluminense venceu o Boca Juniors na tarde deste sábado (04) por 2×1, com um Maracanã para lá de lotado.

Foi com emoção, tensão e expulsões… O Fluminense definitivamente é um time de guerreiros.


É campeão, é campeão, é campeão…

O tricolor começou a partida tomando conta do jogo. Desde os primeiros minutos do primeiro tempo o Fluminense era mais perigoso e organizado taticamente do que o perigoso time argentino, e aos 35 minutos da etapa inicial, Keno tabelou com Arias pelo lado direito e cruzou rasteiro na marca do pênalti para Gérman Cano abrir o placar no Maracanã. 1×0.

O estádio foi a loucura.

O 13º gol do artilheiro da Libertadores, que comemorou com o duplo L, homenageando seus filhos, Leonella e Lorenzo.

O Fluminense caiu muito no segundo tempo.


Análise do Primeiro Tempo

Domínio absoluto do Fluminense no jogo. Senhor do campo. Ainda que não tenha criado um grande número de oportunidades, ficou a maior tempo no ataque, costurando a defesa do Boca Juniors. Com exceção de um chute de fora da área de Merentiel, Fábio pouco trabalhou no jogo. Na frente, como sempre, Cano apareceu para abrir o placar aos 35 minutos, depois de uma bonita tabela de Keno com Arias. O Boca até tentou sair da defesa depois de sofrer o gol, mas encontrou um time muito bem armado na decisão.


Análise do Segundo Tempo

O Fluminense voltou para o segundo tempo mantendo a sua postura de toque de bola e controle do jogo. Mas o Boca Juniors foi mais agressivo e começou a rondar mais a área do Fluminense. Depois de ensaiar uma primeira tentativa, Advíncula repetiu uma jogada já conhecida do corte para o meio e empatou o jogo aos 26 minutos do segundo tempo. Depois disso, o time argentino quase virou com um chutaço de Merentiel. A melhor chance no entanto caiu nos pés de Diogo Barbosa, que chutou mal no último lance do segundo tempo


Análise da Prorrogação

No primeiro tempo da prorrogação, com um golaço de John Kennedy, o Fluminense fez 2×1. Diogo Barbosa lançou Keno, que ajeitou de cabeça para o jovem atacante soltar a bomba e desempatar o jogo! O caminho do título estava aberto.

John Kennedy foi na torcida comemorar e como já tinha cartão amarelo, foi expulso logo após o gol.

O segundo tempo da prorrogação foi catimbado, nervoso, com faltas ríspidas e expulsões.

O jogo foi até 19 minutos do segundo tempo da prorrogação, mas com o apito final, o Fluminense é Campeão das Américas.

Campeão da Taça Libertadores da América.

Léo Vilhena
@LeoVilhenaReal


Galeria de Fotos

Campeão da Libertadores, Fluminense garante vaga na Copa do Mundo de clubes de 2025; veja lista de classificados

3 motivos para acreditar que o Fluminense será campeão da Libertadores

Com gol de cria de Xerém, Flu vence Boca e é campeão da Libertadores pela 1ª vez | O TEMPO


Filhos do Atacante Gérman CanoFoto: Nome da filha mais nova de Germán Cano é a junção de Leonel com Antonella - Purepeople


 

Midia move o mundo