A verdade dos fatos é a nossa notícia

Esportes

Novo caso de racismo na Espanha: torcedor foi preso

O Sevilla anunciou que identificou e entregou às autoridades um torcedor por praticar racismo e xenofobia durante o empate por 1 a 1 contra o Real Madrid, neste sábado.

Em nota, o clube disse que expulsou e denunciou o racista do estádio Ramón Sánchez Pizjuán.

Como manda a lei espanhola, a nota não cita nomes, mas o jornal Marca registrou o momento em que um homem imita um macaco para insultar Vinicius Junior

A nota do Sevilla na íntegra:

O Sevilla FC informa que após detectar comportamento xenófobo e racista de um torcedor em suas arquibancadas, identificou, expulsou do estádio e denunciou imediatamente esta pessoa às autoridades. Além disso, serão aplicados os regulamentos disciplinares internos.

O Sevilla FC é contrário e condena qualquer comportamento racista e xenófobo, mesmo que isolado, como é o caso, e mostra a sua disponibilidade e colaboração com as autoridades para erradicar estas atitudes, que não representam um adepto como o do Sevilla.

Relatos de quem esteve no estádio dizem que houve registro de gritos de macaco e sons que imitam o animal em alguns momentos do jogo. Em um deles, Vinicius Junior esteve envolvido. No fim do segundo tempo, o brasileiro reclamou de cera dos rivais, empurrou Nyland e começou uma pequena confusão. O jornal Marca registrou, nesse instante, um homem imitando um macaco.

GE/GNI


Rede GNI | A verdade dos fatos é a nossa notícia https://redegni.com.br/ Twitter: @RedeGNI Gettr: @RedeGNI Instagram: RedeGNIreal