RedeGNI

Global News International

Agências de Notícias Internacionais

Britânica que degolou o marido para ficar com o amante será enforcada na Índia

Uma britânica condenada por dopar e assassinar o marido será enforcada na Índia, de acordo com decisão judicial nesta semana.

Nascida em Slough (Inglaterra), Ramandeep Kaur Mann adicionou pílulas para dormir ao biryani (prato com curry, típico da Índia) do seu marido, Sukhjit Singh, que acabou degolado pela esposa. O casal passava férias na casa da mãe de Sukhjit, na Índia. O crime ocorreu em 2016.

O objetivo de Ramandeep era fugir com o amante, Gurpreet Singh, após receber o dinheiro do seguro de vida do marido, com quem estava casada desde 2005, de 2 milhões de libras (o equivalente a R$ 12,2 milhões).

A mãe de Sukhjit descreveu a decisão pelo enforcamento de Ramandeep como “suas orações sendo atendidas”. Gurpreet, que era um dos melhores amigos da vítima, foi condenado à prisão perpetua, pela sua participação no plano macabro, contou o “Daily Mail”.

No longo julgamento, a promotoria disse que Gurpreet usou o calmante na refeição servida ao marido e ao filho mais novo do casal, Aryan, de 6 anos. Assim que Sukhjit adormeceu, Gurpreet entrou na casa para finalizar o plano.

Então, Sukhjit foi atingido por uma martelada na cabeça e acabou degolado por Gurpreet. Ramandeep pressionou um travesseiro contra a cabeça do marido. Toda a cena foi testemunhada por Arjun, o filho mais velho do casal, que estava na casa, mas não havia feito a refeição. O testemunho dele selou a condenação dos amantes.

“Este crime nojento estava sendo planejado por Ramandeep enquanto ela estava no Reino Unido e Gurpreet, em Dubai. Gurpreet era como o irmão de seu marido, eles eram muito próximos”, afirmou Ashok Khanna, o advogado da família de Sukhjit.

ANI/EXTRA

Midia move o mundo