RedeGNI

Global News International

Guerra ao Terror

Bombardeio da Jihad Islâmica atinge hospital em Gaza e mata 500; Hamas culpa Israel

Um bombardeio matou 500 pessoas no hospital Ahli Arab, na cidade de Gaza, na Faixa de Gaza, nesta terça-feira (17), segundo o Ministério da Saúde administrado pelo Hamas.

O Hamas afirma que foi um bombardeio de Israel, mas Forças de Defesa de Israel exibiu provas de que esse foi um ataque da Jihad Islâmica que foi lançado contra o território israelense, mas atingiu o hospital na cidade de Gaza.

Ainda não há um consenso sobre o número de mortos. O número pode ser bem maior, por que pessoas sobre os escombros.

O próprio Ministério da Saúde já deu números diferentes: inicialmente, o órgão afirmou em um comunicado que são 200, mas, em um segundo momento, o porta-voz da instituição Ashraf al-Qidra deu uma entrevista a uma TV e disse que são 500 mortos.

ANI
Agências de Notícias Internacionais


Fortes Imagens
Imagens do bombardeio

Midia move o mundo