A verdade dos fatos é a nossa notícia

Esportes

Pedro, do Flamengo, se manifesta após agressão: “Sem motivo”

Pedro, centroavante do Flamengo, falou publicamente sobre agressão de preparador de Jorge Sampaoli no vestiário após vitória do clube sobre o Atlético-MG por 2 a 1 no Campeonato Brasileiro neste domingo.

– Covardemente, sem motivo e inexplicavelmente, fui agredido, com um soco no rosto, por Pablo Fernandez, membro da comissão técnica do Sampaoli – escreveu o atacante.

No texto publicado nas redes sociais, o camisa 9 citou os “escassos minutos recebidos nos últimos jogos” mas destacou que “o que aconteceu hoje foi mais grave do que pode acontecer dentro das quatro linhas”.

– Já passei por muitas provações aqui no Flamengo, mas nada se compara com a covardia sofrida hoje – completou o atacante.

Pedro escreveu ainda que vinha passando por “covardia psicológica” nas últimas semanas no clube.

“A covardia física se sobrepôs diante da covardia psicológica que tenho sofrido nas últimas semanas”.

Vidal e Marinho, jogadores que saíram do Flamengo recentemente e chegaram a ser treinados pela comissão técnica de Sampaoli, se manifestaram em solidariedade ao atacante.

Com a camisa rubro-negra, o atacante tem 196 partidas disputadas, com 96 gols marcados e 21 assistências. No clube, conquistou a Copa Libertadores e a Copa do Brasil, em 2022, o Campeonato Brasileiro, a Recopa Sul-Americana, em 2020, duas Supercopas do Brasil e dois Campeonatos Cariocas, em 2020 e 2021.

Confira o texto de Pedro na íntegra:

Poderia estar aqui falando dos escassos minutos recebidos nos últimos jogos, mas o que aconteceu hoje foi mais grave do que pode acontecer dentro das quatro linhas. Covardemente, sem motivo e inexplicavelmente, fui agredido, com um soco no rosto, por Pablo Fernandez, membro da comissão técnica do Sampaoli.

Midia move o mundo