RedeGNI

Global News International

Brasil

Preso um dos envolvidos no ataque a tiros que atingiu Mingau, do Ultraje a Rigor

Policiais dos Estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, em operação conjunta, agiram muito rápido e prenderam um homem na tarde deste domingo (3) por envolvimento ataque que atingiu com um tiro na cabeça o baixista da banda Ultraje a Rigor, Rinaldo Oliveira Amaral, mais conhecido como Mingau, em Paraty (RJ).

Uma denúncia anônima apontou o paradeiro de um dos autores dos disparos. Imediatamente, policiais civis e militares foram até uma casa, no bairro Ilha das Cobras, onde também teria ocorrido o crime.

Ao chegarem no local, os policiais encontraram na residência um notebook, grande quantidade de drogas, armas e munições. O homem foi encaminhado para a delegacia e está à disposição da Justiça.

G1/GNI


Relembre o caso

O caso aconteceu no fim da noite de sábado, no bairro Ilha das Cobras, por volta de 22h. Na ocasião, o músico, de 56 anos, estava com um amigo passando em um carro em alta velocidade perto da Praça do Ovo quando foi alvo de vários disparos efetuados por criminosos armados.

Em depoimento à Polícia Civil, o amigo, que estava no veículo, disse que eles sacaram dinheiro no banco e estavam indo fazer um lanche quando sofreram o ataque.

À Polícia Militar, o acompanhante de Mingau deu outra versão: a de que ambos estavam indo comprar drogas, segundo o registro da ocorrência.

O carona contou que se abaixou para se proteger dos tiros, mas percebeu que Mingau caiu para o seu lado logo após os primeiros disparos. Em seguida, o automóvel perdeu o controle e bateu no portão de uma casa.

O amigo do músico explicou ainda que assim que encostou em Rinaldo viu que ele foi atingido na cabeça.

Baixista é transferido para São Paulo

Mingau foi socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhado para o Hospital Municipal Hugo Miranda. O estado de saúde dele é estável. Porém, como a unidade de saúde não tem um neurocirurgião para fazer a cirurgia de retirada da bala, ele foi transferido nesta manhã para um hospital particular, que fica na Zona Sul de São Paulo.

A transferência ocorreu por volta de 12h em um helicóptero do Corpo de Bombeiros que possui uma UTI móvel.

Carro pode ter sido confundido

O delegado titular de Paraty, Marcello Russo, afirmou, na tarde deste domingo, que a área onde o baixista foi baleado é dominada pelo tráfico de drogas.

“Ao ver esse carro entrando, uma picape escura, eles podem ter confundido e efetuado o disparo que acabou atingindo esse integrante da banda Ultraje a Rigor”, explicou Marcello.

A Polícia Civil informou ainda que os agentes continuam em diligências na tarde deste domingo para identificar e localizar os outros envolvidos na tentativa de homicídio.

Informações dos outros envolvidos no crime podem ser passadas para o Disque Denúncia pelos telefones ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”. Os números são: 03002531177 e (21) 2253-1177. O anonimato é garantido.

G1

Midia move o mundo