Verstappen é punido por não desacelerar sob bandeira amarela e perde 5 posições no grid do Catar

Max Verstappen terá um desafio ainda maior no GP do Catar de Fórmula 1 deste domingo. Após ser batido por Lewis Hamilton na luta pela pole no sábado por quase meio segundo de diferença, o holandês foi punido por não desacelerar o suficiente na zona de bandeira amarela dupla causada pelo acidente de Pierre Gasly. Com isso, o piloto da Red Bull perde 5 posições e sai em 7º na prova de daqui a pouco.

A convocatória do holandês saiu no sábado após a classificação, mas a reunião com os comissários foi realizada apenas às 7h deste domingo. Valtteri Bottas e Carlos Sainz também  foram convocados mas, diferentemente de Verstappen, seus casos se referem à fase de bandeira amarela simples, acionada logo antes da liberação da pista depois da batida de Gasly.

Verstappen estava em sua segunda tentativa no Q3 tentando tirar Lewis Hamilton da pole position, quando Gasly parou na reta de largada. Tendo batido em uma zebra que arrancou a asa dianteira do AlphaTauri e lhe deu um furo de pneu no frontal direito, Gasly dirigiu lentamente na última curva antes de parar perto do pitwall.

Verstappen passou um conjunto de bandeiras amarelas acenadas à sua esquerda antes de completar sua volta, o que acabou sendo uma ligeira melhora e o colocou 0s455 atrás de Hamilton. Não está claro, no entanto, se o incidente acionou um setor amarelo com controle de corrida – que então apareceria no volante de Verstappen.

As regras da F1 sobre bandeiras amarelas são muito rígidas e, de acordo com as notas do evento enviadas pelo diretor de corrida, Michael Masi, antes do fim de semana, os pilotos devem abandonar as voltas quando forem mostradas amarelas duplas.

Isso ocorre depois que a Red Bull protestou contra Lewis Hamilton no GP da Áustria de 2020 por ignorar uma bandeira amarela em sua última volta de qualificação. No Bahrein, neste ano, Sebastian Vettel foi punido com cinco posições no grid de largada pelo mesmo motivo, enquanto o próprio Verstappen perdeu a pole do GP do México de 2019 por não reduzir a velocidade na curva final, onde Bottas havia batido.

Questionado sobre o incidente de Verstappen, Wolff disse: “Acabei de ver aqui. Vi que ele está passando por uma luz piscando, acho que uma luz vermelha piscando ou uma luz amarela piscando à esquerda”.

“Não gostaria de comentar muito mais sobre o que deve ou não acontecer. Acho que os comissários estão olhando para isso e precisam dar um veredicto.”

Para os GPs recentes, a FIA excluiu automaticamente os tempos de voltas nos treinos e na qualificação quando as amarelas duplas são mostradas, mas não houve nenhuma notificação sobre isso acontecer na classificação até agora.

Valtteri Bottas foi punido com três posições por não desacelerar suficiente na bandeira amarela simples. Com isso, o finlandês, que foi terceiro colocado na classificação de ontem, cai para sexto no grid de largada.