União Brasileira de Profissionais de imprensa cresce com nova diretoria

O ano de 2021 tem registrado avanços, crescimentos e muitos desenvolvimentos (e mudanças) na melhor Associação de Jornalistas do Sudeste Brasileiro.

A União Brasileira de Profissionais de Imprensa cresceu muito com a nova Diretoria, ganhou mais associados e estabeleceu uma estrutura mais moderna, ágil e prática, com muita transparência e todo esse crescimento se deve exclusivamente ao profissionalismo, garra e coragem do seu novo Secretário-Executivo – SECEXEC, o premiado Jornalista Léo Vilhena, que em seis meses promoveu profundas mudanças.

Carioca de Madureira – Rio de Janeiro, pai de 6 filhos, formado em Jornalismo, Psicologia e Programação de Computadores, esse vascaíno de 50 anos passou pelas redações do Jornal carioca Unidade Cristã, Revista O Cristão, Revista DEM, Revista Magazine, Jornal Diário Curitibano, CBN MS, TV Brasil, até fundar a Rede GNI com a sua ex-esposa, a Jornalista Anne Vilhena.

Confira essa entrevista exclusiva concedida ao Jornalista Ricardo Bueno:


Léo Vilhena | SecExec da Ubrapi

COMO FOI A SUA ELEIÇÃO NA UBRAPI PARA O MANDATO 2021-2025?

Léo Vilhena | Na realidade não foi uma eleição direta, foi uma aclamação, pois os conselheiros, diretores e associados com direito a voto, acreditaram que o meu nome era o mais indicado para essa fase de  reformulação, pois além de eu ter sido um dos sócios fundadores desde 2013, eu conheço bem a estrutura e o organograma da Ubrapi. Eu fui um dos criadores da estrutura Ubrapi. Me afastei em 2017 quando fiquei em coma, por causa de um AVC e Enfarto, e agora voltei.

COMO SÓCIO-FUNDADOR, QUAL ERA O SEU CARGO NA UBRAPI NESSA ÉPOCA?

Léo Vilhena | Eu era conselheiro.

VAMOS FALAR DESSE PERÍODO. VOCÊ DISSE QUE A FUNDAÇÃO FOI EM 2013, MAS NA DOCUMENTAÇÃO, CNPJ E NO SITE, EXISTE A INFORMAÇÃO DE QUE A UBRAPI FOI ORGANIZADA EM 2015.

Léo Vilhena | Ótima pergunta para esclarecer isso de uma vez por todas. A Ubrapi nasceu durante uma reunião entre 5 jornalistas. Ali decidimos criar a Associação Brasileira de Profissionais de Imprensa. Nos reunimos em 2013 em um escritório em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Optamos pelo nome UNIÃO por dar a exata dimensão do que desejávamos com essa Associação, uma UNIÃO de esforços, de forças, de gente séria e decidimos criar uma organização que respeita-se e defende-se os seus associados como se fossem irmãos, sem causa partidárias, sem ideologias e sem militância. De 2013 a 2015 nós, os membros fundadores, com muita calma, e depois de muitas reuniões, seguimos todo o rito da Lei vigente, criamos o Estatuto, o Regimento Interno, o Livro Ata e o Organograma da Associação, e somente em 8 de Novembro de 2013, nós publicamos, como manda a Lei, o Edital de Convocação visando à Fundação da Ubrapi no Jornal O Estado de Mato Grosso do Sul. No dia 23 de Novembro fizemos a reunião de criação (Fundação) da Ubrapi, em local público e de portas abertas, registramos a Ata de Fundação e elegemos a primeira Diretoria, PORÉM, só registramos o CNPJ em Julho 2015, dái surgiu essa dúvida. Muitos afirmam que na verdade a Ubrapi foi fundada em 2013, mas a antiga diretoria insistia que foi em 2015 (abertura do CNPJ). Na verdade, atualmente, estamos avaliando essa situação.

O SENHOR ASSUMIU EM MARÇO DE 2021…

Léo Vilhena | Sim.

QUAIS FORAM AS SUAS PRIMEIRAS DECISÕES COMO SECRETÁRIO-EXECUTIVO?

Léo Vilhena | Em tese eu posso resumir assim: Organizar a casa. Mandei fazer uma auditoria nos contratos vigentes, nos contratos já encerrados, mandei verificar ficha a ficha e consultar nome e CPF de cada Associado Profissional, Diamante, Correspondente, Convidado e Alunos, mandei auditar as contas em atraso (haviam muitas) e autorizei 7 cursos gratuitos, de alunos que já haviam pago a primeira ou a segunda parcelas do nosso curso de WebJornalismo, e mesmo depois de 8 meses, não haviam concluído o curso… E o curso se conclui em 6 meses.

E POR QUE NÃO FORAM CONCLUÍDOS?

Léo Vilhena | Prefiro tratar esse assunto internamente com a minha diretoria…

E POR QUE A UBRAPI NÃO TEM A FIGURA DE UM PRESIDENTE?

Léo Vilhena | Quando decidimos criar a associação, como eu disse no início, após várias reuniões preparatórias, acreditamos que a figura de um SECEXEC seria mais indicada para uma associação criada como uma UNIÃO, ou seja, desejamos dar suporte e ‘coleguismo’ à todos os associados, sem a figura “prepotente, arrogante ou ditadorial” (coloca isso aí entre aspas – risos), de um presidente, apesar de um SECEXEC fazer a mesma coisa de um Presidente na prática, mas, acreditamos que esse Substantivo de dois gêneros, Presidente, soaria arrogante para uma associação, que repito, vive como uma União de forças. Aqui na Ubrapi, sem ser piegas, queremos ser uma família de Profissionais de Imprensa. E também por que acho o nome Presidente, arrogante, jamais usaria esse tíulo. Quando eu sair, quem me suceder, que mude, se achar melhor.

QUANTOS ASSOCIADOS EXISTEM NA UBRAPI?

Léo Vilhena | Se não me falha a memória, atualmente, somos 458 Inativos, 703 ativos, 67 Homenageados, 5 Convidados Profissionais e 37 alunos… Se as minhas contas estão certas, somos no total 1.270.

COMO É TRABALHAR COM A SUA EX-NOIVA?

Léo Vilhena | Normal, aliás, a WebJornalista Deiziele é a minha melhor amiga, a mulher mais inteligente que eu já conheci, a mais confiável e a mais profissional. Além de tudo isso, e de cuidar de 3 filhos, está estudando Engenharia de Alimentos, uma profissisão dificílima e seletiva e ainda consegue tempo de estudar WebJornalismo (Pós) e ser a minha conselheira pessoal e Secretária da Ubrapi.

O SALÁRIO DELA É ALTO?

Léo Vilhena | Não… (Risos)

VEM NOVIDADES POR AÍ?

Léo Vilhena | Muitas…

PODE FALAR DELAS?

Léo Vilhena | Algumas sim e outras ainda não…

E QUAIS PODEMOS SABER?

Léo Vilhena | O novo site já está inaugurado, agora com a extensão BR – https://profissionaisdeimprensa.com.br/ – Inauguramos um novo site por que desde 2013 usávamos o endereço internacional com extensão .com e eu não enchergava o por que de uma extensão internacional se somos uma União Brasileira.
Na Segunda-Feira (19) ou na Terça-Feira (20) vamos inaugurar o Blog da Ubrapi, que será um canal exclusivo para noticias da Ubrapi, vamos inaugurar um outro curso de Certificação e um de Pós-Graduação em WebJornalismo em Parceira com a Escola de Cursos Superiores do Rio de Janeiro.
Vamos reformular a Credencial da Ubrapi, por que trocamos a empresa que vai fazer as carteiras para todo o território nacional e ainda estamos em busca de mais um conselheiro e de uma Relações Públicas.
Vou me reunir em breve com um Vereador de São Paulo para darmos outros passos em favor da defesa dos Profissionais de Imprensa não militantes e eu vou a Brasília conversar com um Senador da República para discutirmos uma PEC que barre a militância dentro do Jornalismo. Eu, recentemente, escrevi um artigo que vale a pena ler: https://profissionaisdeimprensa.com.br/os-principios-do-jornalismo-estao-sendo-aviltados-devemos-voltar-as-raizes/

UM RECADO FINAL?

Léo Vilhena | Você, Profissional de Imprensa, Visite o nosso site e venha para a Ubrapi, a melhor associação de Profissionais de Imprensa do Brasil. O Associado Profissional Correspondente não tem ônus algum, sem anuidade e sem mensalidade. Visite: https://profissionaisdeimprensa.com.br/ Aqui você será Bem-vindo.

OBRIGADO POR ESSA ENTREVISTA

Léo Vilhena | Eu que agradeço.


Micaela Noronha | Rede GNI