Tiroteio em condomínio de SP mata 3 pessoas

Um homem matou a namorada em uma casa na Granja Viana, área nobre de Cotia, na Grande São Paulo, e depois trocou tiros com a polícia. A mulher, um policial e o suspeito morreram. Outro policial ficou gravemente ferido.

Os policiais foram acionados pela família da vítima que informou que ela estava desaparecida. Dois policiais foram até a casa do namorado, Ricardo Trindade, na Rua Nova Amazonas, na Granja Viana. Eles conseguiram entrar na casa, e logo se depararam com a mulher morta na sala. Depois, ouviram um barulho e começou a troca de tiros.

Um dos policiais morreu no local e o outro foi levado ao Hospital Regional de Cotia, onde passou por uma cirurgia. O suspeito de matar a namorada morreu na rua de trás de sua casa.

A mãe do suspeito de ser o atirador disse à TV Globo que o filho, Ricardo, e Patrícia, a vítima, namoravam fazia um tempo, que não eram de brigar e que ela não sabia se o filho tinha arma.

(Correção: Inicialmente, o G1 publicou, com base em informações da polícia, que os policiais foram atender uma ocorrência de espancamento de criança. Depois, a polícia informou que era sobre o desaparecimento de uma mulher. A informação foi corrigida às 18h17).

O delegado Eduardo Brotero informou à TV Globo que a polícia foi acionada para um caso de uma mulher desaparecida. Segundo Brotero, os familiares da mulher estavam preocupados porque estavam sem contato com ela havia um tempo e pediram para os policiais civis irem até a casa do suspeito de ser o atirador.

O caso deve ser registrado no 2º Distrito Policial, de Cotia.

Wagner Wallin | G1


Edição: Ricardo Bueno | Rede GNI