STF reforça segurança dos ministros

Preocupado com as manifestações previstas para esta terça-feira, o Supremo Tribunal Federal reforçou a segurança de seus dez ministros – a cadeira de Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho, permanece vaga.

A Suprema Corte é alvo recorrente da população, sendo que dois de seus integrantes, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, são considerados desafetos pelo chefe do Executivo.

Informação do Site TERRA