Sem citar o presidente da Rússia, Zelensky dá a entender que Putin é louco e repete os crimes de Hitler

A Ucrânia não permitirá que a Rússia “se aproprie da vitória sobre o nazismo”, declarou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, nesta segunda-feira, 9 de maio, dia em que os russos celebram o triunfo na Segunda Guerra Mundial.

“Hoje nós celebramos o Dia da Vitória sobre o nazismo”, disse em um vídeo em que aparece caminhando por uma avenida do centro de Kiev. “Temos orgulho de nossos ancestrais que, juntos com outras nações na coalizão anti-Hitler, derrotaram o nazismo.”

Zelensky citou várias cidades do leste e sul da Ucrânia atualmente sob controle das forças invasoras russas e afirmou que os ucranianos, durante a Segunda Guerra Mundial, expulsaram as forças da Alemanha nazista destas regiões.

“No dia da vitória sobre os nazistas, nós estamos lutando por uma nova vitória. O caminho é difícil, mas não temos dúvidas que venceremos”, disse.

A “desnazificação” da Ucrânia é a principal razão alegada pelo presidente russo, Vladimir Putin, para justificar a invasão.

O Dia da Vitória, comemorado em 9 de maio, marca o fim da Segunda Guerra Mundial e a derrota do regime nazista pela União Soviética.

FRANCE PRESSE

Leia Também

Operação policial no Rio de Janeiro termina com 11 mortos

Leia Mais

Vladimir Putin sofreu atentado frustrado, afirmam autoridades da Ucrânia

Leia Mais

Jovem é tatuada à força com nome de ex-namorado no rosto

Leia Mais