Secretário diz que caseiro confessou ter matado a mulher grávida, enteada e fazendeiro em Goiás

O secretário de Segurança Pública de Goiás (SSP), Rodney Miranda, disse que Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, confessou ter matado a mulher grávida, a enteada e um fazendeiro em Corumbá de Goiás, a 95 km de Goiânia. O crime aconteceu no dia 28 de novembro e ele se entregou à polícia neste sábado (4), após 6 dias de buscas.

“Ele está tranquilo, está falando, não está negando nada. Mesma frieza. Está querendo justificar o injustificável”, afirmou o secretário.

Os três assassinatos aconteceram em Corumbá de Goiás, no Entorno do DF. Já a prisão do suspeito aconteceu depois que ele se entregou em Gameleira, a 95 km de Goiânia.

Segundo a Polícia Civil, primeiro, o suspeito matou a mulher dele que estava grávida, Ranieri Aranha Figueiró, de 21 anos, e a enteada Geysa Aranha da Silva Rocha, de 2 anos e 9 meses.

Millena Barbosa, g1 Goiás