Rogério Andrade têm a prisão decretada pela morte de Fernando Iggnácio

A juíza Viviane Ramos de Faria, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) decretou na noite desta sexta-feira (12) a prisão preventiva do contraventor Rogério Andrade e mais cinco pessoas, por envolvimento na morte de Fernando Iggnácio, em novembro de 2020.

Além de Andrade, tiveram a prisão preventiva decretada Rodrigo Silva das Neves, Ygor Rodrigo Santos da Cruz, Pedro Emmanuel D’onofre Andrade Silva Cordeiro, Otto Samuel D’onofre Silva Cordeiro e Márcio Araújo de Souza.

De acordo com o MP, Márcio Araújo de Souza é um dos responsáveis pela segurança pessoal de Rogério Andrade, “a quem se referia como ‘Chefe’ ou ’01’. Ele também contratou os demais denunciados para executarem o crime”.

G1, Rede GNI