Quem é de verdade o ator José de Abreu que mandou o presidente ‘tomar no c…’?

No dia 05 de janeiro de 2022, o ator global, e um dos principais artistas da vênus platinada, José de Abreu rebateu as críticas feitas pelo presidente Jair Messias Bolsonaro, em relação aos desvios e mau uso da Lei Rouanet.

As críticas do presidente foram feitas ao deixar o hospital Vila Nova Star, onde estava internado para tratar-se de um problema no aparelho digestivo.

Em um curto vídeo publicado no Instagram, e demonstrando uma atitude ‘incomum’ e soltando risadas descontroladas ao final do vídeo, o ator disse exatamente o seguinte por 3 vezes seguidas:

“Ei, Bolsonaro, enfia a Rouanet no cu”



Mas, Quem é de verdade o ator José de Abreu que mandou o presidente ‘tomar no c…’?

José Pereira de Abreu Júnior, que tem como nome artístico José de Abreu, nasceu em Santa Rita do Passa Quatro, município de São Paulo, em 24 de maio de 1944.

Ele estreou na Globo em 1980. Fez mais de 50 trabalhos na emissora, entre novelas, minisséries e especiais e tornou-se um dos principais atores de sua geração.

Considerado uma pessoa com um forte ‘gênio’ ele não é bem visto por colegas de profissão, em geral, ele é acusado de promover ambientes tóxicos nos sets de gravações.

Dois artistas foram ouvidos pela reportagem, e exigiram sigilo sobre as suas identidades, mas foram categóricos: “Ninguém suporta ele, aturamos pela obrigação da profissão”.

E nem só de ‘sucessos e glórias’ vive o ator José de Abreu, ele acumula muitas e muitas polêmicas durante toda a sua vida e carreira.

Vamos citar apenas algumas dessas polêmicas:

Regina Duarte

Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo em 2020, José de Abreu criticou as atitudes de Regina Duarte. O artista afirmou que “não dá para respeitar quem apoia Bolsonaro nem considerar ser humano um fascista”.

Fascista não tem sexo. Simone de Beauvoir falava (em) ;tornar-se mulher;. Vagina não transforma uma mulher em um ser humano. Assim como o o pênis não me transforma em um machista misógino. Disse José de Abreu em entrevista à Folha de S. Paulo

As críticas ocorreram após Regina Duarte aceitar o convite de Jair Bolsonaro para assumir a secretaria da Cultura.

Cuspe em restaurante

Em 2016, José de Abreu afirmou ter sido ofendido por um casal (informação não confirmada pela gerência do estabelecimento) e respondeu cuspindo no rosto deles durante um jantar em um restaurante de São Paulo.

O ator disse ter sofrido “agressão gratuita” durante 30 minutos em publicação no Twitter.

Segundo ele, o casal o chamou de “ladrão” e sua mulher na época, Priscila Pettit, de “vagabunda”.

Ele ameaçou chamar a polícia, porém voltou atrás em consideração ao amigo, dono do restaurante.

José de Abreu relatou as ofensas do casal em entrevista ao UOL.

“É muito fácil comer em um restaurante japonês com o dinheiro do povo brasileiro, petista ladrão”, apontou como um trecho do diálogo, repetimos, informação não confirmada pela gerência do estabelecimento.

Tabata Amaral

No início de setembro deste ano, José de Abreu compartilhou um post com uma ameaça de agressão física a Tabata Amaral.

“José de Abreu repostou uma mensagem que dizia que me socaria até ser preso. Simplesmente por discordar de minhas ideias. Infelizmente o machismo é muito presente, muito violento e tenta nos silenciar”, disse ela em entrevista à CNN.

Tabata anunciou que entrará na Justiça por conta da postagem do ator. José de Abreu respondeu com um pedido de desculpas em entrevista ao canal “Fala, Lola, Fala”, no YouTube.

“Eu errei redondamente. A minha vida é repleta de erros, e uma das coisas que eu aprendi é que quando você é muito crítico, você tem que aprender a fazer uma autocrítica”, disse o ator.

Presidente do Brasil?

José de Abreu se auto declarou presidente do Brasil em 2019. Em publicação no Twitter, o ator foi irônico ao criticar o apoio de Bolsonaro ao autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó.

“Quem me apoia?”, perguntou o artista na postagem. Os fãs responderam com brincadeiras e montagens de José de Abreu com a faixa presidencial.

Processo de hospital

As opiniões polêmicas de José de Abreu também renderam conflitos na Justiça. Em 2020, o ator foi condenado a indenizar o Hospital Israelita Albert Einstein por conta de comentários sobre a facada sofrida pelo presidente Jair Bolsonaro.

Segundo a decisão, José de Abreu precisou arcar com uma indenização de R$ 20 mil por apontar que a instituição teria “apoiado a eleição” do então candidato em 2018.


E não param por aí os problemas de José de Abreu.

Em rápida consulta pública ao Judiciário, encontramos 21 processos cíveis e criminais onde José de Abreu figura como réu (acusado) e encontramos outros 3 processos que não tivemos acessos por estarem em segredo de justiça.

Ele está sendo processado por:

  1. PSDB (2 processos)
  2. Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein (2 processos)
  3. Diogo Briso Mainardi
  4. Beatriz Maria Bettanin Doria (2 processos)
  5. INSS
  6. Deltan Martinazzo Dallagnol
  7. Maria Sabino Filho
  8. Tábata Claudia Amaral de Pontes
  9. Carlos Alberto Vereza de Almeida (2 processos)
  10. Fazenda Nacional – União
  11. CEF
  12. Aymoré
  13. Safra Leasing S/A

Esse é o ator que acredita que tem direito e moral de mandar o chefe do executivo nacional ‘tomar no c…’

Ele acusa o governo de ser fascista, mas na verdade ele não sabe de verdade o que é fascismo, por que em um governo fascista de verdade, a atitude de mandar o presidente ‘tomar no c…’ renderia ao ator prisão perpétua…

É demagogia, falta de informação ou falta de caráter?


Léo Vilhena | Rede GNI

Leia Também

Os horrores da guerra do Vietnã: ‘Garota Napalm’ 50 anos depois

Leia Mais

Daniel de Souza impactou a IPI de Marília neste domingo

Leia Mais

Amber Heard é condenada por difamar Johnny Depp; Ator é inocentado

Leia Mais