Policiais apanham de frequentadores de baile funk

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram dois policiais militares em motocicletas sendo agredidos por frequentadores de um baile funk na manhã deste domingo (5) numa comunidade na Zona Norte de São Paulo. As imagens ainda registraram o momento que os agentes da Polícia Militar (PM) atiram e entram em confronto com as pessoas que estavam na Estrada da Cachoeira, perto da Praça do Carumbé na Brasilândia. Elas aparecem jogando garrafas e pedras e derrubam a moto da PM no chão.

Um policial militar foi ferido sem gravidade na cabeça por uma garrafada. Segundo a PM, ele teve o rádio comunicador roubado na confusão. Um suspeito de agredir um dos agentes foi baleado e detido pela Polícia Militar. Até a última atualização desta reportagem o homem estava internado sob escolta policial no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), no centro da capital. Seu estado de saúde não foi divulgado.

Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou por telefone que a Polícia Civil irá analisar as imagens para investigar como a briga começou e punir os responsáveis. De acordo com a pasta a PM também verifica os vídeos para apurar se a conduta dos agentes foi correta durante a ação.

O caso será registrado no plantão do 72º Distrito Policial (DP), Vila Penteado, mas será investigado pelo 74º DP, Parada de Taipas. Os PMs vão aparecer como vítimas no boletim de ocorrência. Para a Polícia Civil, eles atiraram para se defender das agressões feitas pelos frequentadores da festa que acontecia na rua. O homem baleado será autuado por desacato, resistência, lesão corporal e roubo de um rádio comunicador da PM durante a confusão.

De acordo com a pasta da Segurança Pública, dois policiais militares entraram na comunidade durante perseguição a dois ocupantes de uma moto que estavam sem capacetes e com a placa do veículo encoberta. Os suspeitos fugiram e não foram detidos, de acordo com a PM.

Kleber Tomaz, Wagner Vallim e César Galvão