Polícia anuncia a morte de quatro suspeitos do assassinato do presidente do Haiti

Autoridades do Haiti anunciaram a prisão dos “supostos assassinos” do presidente do Haiti, Jovenel Moïse, morto a tiros na madrugada desta quarta-feira na residência oficial, no bairro de Pelerin 5, em Porto Príncipe.

“Os supostos assassinos (de Moïse) foram interceptados pela Polícia Nacional em Pelerin pouco depois das 18h”  locais (19h de Brasília), tuitou o vice-ministro das Comunicações, Frantz Exantus, acrescentando que mais detalhes serão fornecidos em breve.

Cerca de uma hora depois do anúncio, um porta-voz da Polícia Nacional haitiana disse que as forças de segurança mataram”quatro mercenários” e capturaram dois, acrescentando, no entanto, que os criminosos teriam tomado três policiais como reféns. Também hoje à noite, o chefe da Polícia Nacional do país, Leon Charles, informou que agentes ainda estavam em confronto com os responsáveis pelo assassinato de Moïse.

Agências Internacionais de Notícias


Edição: Léo Vilhena | Rede GNI