Pipeline: surpresas nas quartas de final

É impossível não voltar a falar das ondas de Pipeline na etapa de abertura da WSL World Tour 2022.

Terça-feira foi outro dia de ondas de sonhos, daquelas que todo surfista desenhou no caderno da escola.

Grandes, perfeitas e imponentes.

Nestas condições, o Brasil é o país com mais surfistas nas quartas de final, com três classificados para o chamado Final Day, quando também são disputadas as semifinais e a final.

Poucos apostariam nos três que domaram a fúria da praia mais famosa do mundo, com ondas de até quatro metros.

Os irmãos Miguel e Samuel Pupo, além de Caio Ibelli, convidado de última hora, que foi chamado após a desistência de Gabriel Medina.

Dois dos grandes favoritos, o havaiano John Florence e o americano Kelly Slater também estão no Final Day, que terá ainda mais um havaino, Seth Moniz, um japonês, Kanoa Igarashi e um surpreendente peruano, Lucca Mesina.

Diogo Mourão — Oahu, Havaí


Leia Também

Fluminense vence o Atlético-MG no Maracanã em noite de oito gols

Leia Mais

Flamengo define demissão de Paulo Sousa

Leia Mais

Argentina vence a Itália e é Campeã no palco sagrado de Wembley

Leia Mais