Pastora da SNT: “Para de postar coisa de gente preta”

A pastora Karla Cordeiro, da Igreja Sara Nossa Terra de Nova Friburgo, na região serrana no Rio de Janeiro, viralizou na web ao aparecer em um vídeo amplamente viralizado nas redes sociais, em que aparece criticando os fiéis que defendem causas políticas, raciais e LGBTQIA+.

Ela disse, entre outras coisas:


“É um absurdo pessoas cristãs levantando bandeiras políticas, bandeira de pessoas pretas, bandeiras de LGBTQIA+ sei lá quantos símbolos tem isso aí… Para de postar coisa de gente preta, de gente gay…”


Diante da grande repercussão, a pastora se manifestou por meio de seu Instagram, onde publicou uma nota de retratação.

Nela, a mulher afirma que “foi infeliz” na escolha de suas palavras durante discurso e ainda diz que não se considera uma pessoa preconceituosa e “nem contra pessoas com orientações sexuais diferentes”.

“Eu sou a Karla Cordeiro e venho, através desta nota, pedir desculpas pelos termos que usei em minha palestra proferida no último sábado”, escreveu. “Eu, na verdade fui infeliz, nas escolhas e quero afirmar que não possuo nenhum tipo de preconceito contra pessoas de outras raças, inclusive meu próprio pastor é negro, e nem contra pessoas com orientações sexuais diferentes da minha, pois sou próxima de várias pessoas que fazem parte do movimento LGBTQIA+”, ressaltou.

Ricardo Bueno | Rede GNI