Papa Francisco lamenta mortes por conta das chuvas em Petrópolis

O papa Francisco enviou uma mensagem nesta sexta (18) ao bispo de Petrópolis, Gregório Paixão Neto, em que lamenta e reza pelas vítimas das fortes chuvas que atingiram a cidade fluminense na última terça-feira (15). Até o momento, são 117 mortes e 116 pessoas desaparecidas.

“Santo Padre, ao tomar conhecimento com profundo pesar das trágicas consequências do deslizamento de terras nessa cidade, confia ao senhor bispo transmitir às famílias das vítimas as suas condolências e a sua participação na dor de todos os enlutados ou despojados de seus haveres”, diz o telegrama firmado pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

“Pedindo a Deus Pai de Misericórdia eterno repouso para os falecidos, conforto para os sinistrados, aos quais deseja pronto restabelecimento, e serenidade e consolação da esperança cristã para todos os atingidos pela dolorosa provação, envia a quantos estão em sofrimento e a quantos procuram aliviá-lo propiciadora bênção apostólica”, finaliza.

As equipes de resgate formadas por bombeiros, Defesa Civil, Força Nacional e voluntários continuam a trabalhar sem parar na busca pelos desaparecidos. Na tarde desta quinta-feira (17), um novo temporal assustou os moradores e fez com que as autoridades interditassem mais uma série de residências.

Os trabalhos de limpeza também seguem em andamento e afetam toda a cidade, inclusive o centro histórico. As chuvas do dia 15 somaram, em apenas três horas, mais do que toda a quantidade esperada no mês: no período foram 250 milímetros, quando para todo fevereiro a média é de 185mm. Nas 24 horas, foram 260mm.

A quantidade é considerada a maior em cerca de 90 anos, quando as chuvas começaram a ser monitoradas na região. (ANSA).

TODOS LOS DERECHOS RESERVADOS. © COPYRIGHT ANSA

Leia Também

Os horrores da guerra do Vietnã: ‘Garota Napalm’ 50 anos depois

Leia Mais

Homens armados matam 50 pessoas em igreja católica na Nigéria

Leia Mais