‘O habeas corpus protege de excessos, não é para blindagem’, afirma senador Marcos Rogério

O vice-líder do governo no Congresso, senador Marcos Rogério (DEM-RO), avalia que o presidente Jair Bolsonaro demonstrou “má conduta” em alguns momentos da pandemia, mas nega cometimento de crimes passíveis de punição na CPI da Covid.

— Não estou dizendo que é certo (não usar máscara e incentivar aglomerações). Eu procuro seguir os protocolos, mas o grande problema do presidente é que ele não é hipócrita — afirma.

Marcos Rogério defende que, apesar do habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-ministro Eduardo Pazuello fale tudo o que sabe à comissão e eventualmente até admita falhas em sua gestão, pois, para ele, “erro é uma coisa, crime é outra”.

O Globo, Rede GNI