Noite de terror em Madureira, no Rio de Janeiro

A noite de quarta-feira (8) e a madrugada de quinta foram de terror para os moradores de Madureira. Uma tentativa de invasão de criminosos do Juramento ao Morro da Serrinha resultou em um confronto de horas que deixou em pânico aqueles que voltavam para a casa. Na Avenida Ministro Edgar Romero, um carro foi incendiado. O tiroteio entre facções rivais aconteceu no mesmo dia em que a Polícia Militar realizou uma operação no local, pela manhã.


Na terça, o 9º BPM (Rocha Miranda) já havia realizado uma incursão ao morro para verificar denúncias. No alto da Serrinha, uma casa que funcionava como espaço de lazer a cúpula do tráfico local foi encontrada – a residência tem piscina, churrasqueiras e até um canil com pitbulls. No fim da noite de quarta, um veículo foi incendiado na Edgar Romero. Horas depois, começou um grande tiroteio.


Segundo denúncias, traficantes do Morro do Juramento que pertencem ao Comando Vermelho tentaram invadir a comunidade de Madureira, controlada pelo Terceiro Comando Puro (TCP). No fim de novembro, traficantes da Serrinha tentaram ocupar o Juramento.


Nas redes sociais, moradores lamentaram o clima de guerra. “Maior sufoco para voltar do trabalho. Passando em frente a Serrinha foi um desespero só, os ônibus dando ré, pessoas no ponto correndo”, disse uma internauta.


Policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), do 9º BPM (Rocha Miranda) foram acionados para conter o confronto na Serrinha. O 41º BPM (Irajá) foi deslocado para o Juramento. A Avenida Ministro Edgar Romero chegou a ser interditada, mas foi liberada durante a madrugada.


O DIA

error: CONTEÚDO PROTEGIDO