Mulher inglesa morre arrastada por tsunami em Tonga quando tentava salvar seus cães

Uma mulher britânica morreu arrastada pelo tsunami que atingiu Tonga neste sábado, após a erupção do vulcão submarino Hunga-Tonga-Hunga-Ha’apai. Angela Glover, de 50 anos, tinha um abrigo de resgate de animais e foi levada por uma onda quando tentava salvar seus cães na capital tongolesa, Nuku’alofa. Trata-se do primeiro óbito ocorrido no desastre a ser divulgado.

A morte da britânica foi confirmada nesta segunda-feira pelo irmão da vítima, Nick Eleini. Ele afirmou que a família está “devastada” com a notícia.

— Foi um choque terrível o que aconteceu conosco — disse Eleini. — Como você pode imaginar, a família dela está devastada. E pedimos respeitosamente que tenhamos privacidade para lamentar — acrescentou, em entrevista à Sky News.



Angela nasceu em Brighton, na Inglaterra, e morava em Tonga com o marido desde 2015, segundo a BBC. O casal foi descrito como amante da cultura tonganesa.

No país da Oceania, Angela fundou a Tonga Animal Welfare Society, uma entidade que trabalhava com o resgate de animais. Eleini afirmou que sua irmã tinha “um profundo amor por cães” e sua organização abrigou e reabilitou animais de rua antes de buscar tutores.

AIN, O GLOBO

Leia Também

Morre o prefeito de Pedro Juan Caballero, após ser vítima de um atentado

Leia Mais

Covardia: Mulher é morta com facada no peito pelo marido, na frente do filho

Leia Mais

Novo tiroteio em outro supermercado deixa feridos nos EUA, diz mídia local

Leia Mais