Morre aos 81 anos Max Mosley, ex-presidente da FIA

Morreu nesta segunda-feira (24), aos 81 anos, o ex-presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) Max Mosley, divulgou a mídia britânica. A causa do falecimento não foi informada, mas o ex-dono da F1 Bernie Ecclestone confirmou a notícia.

“É como perder alguém da família, um irmão. Ele fez muitas coisas boas, não apenas no automobilismo, mas também na indústria esportiva”, disse Ecclestone à “BBC”.

Mosley é uma das figuras mais controversas do automobilismo mundial e é conhecido tanto por escândalos como por ser um dos principais responsáveis pelo aumento de segurança, especialmente, na Fórmula 1. Ele ficou à frente da principal instituição do automobilismo entre 1993 e 2009.

Ao lado de Ecclestone, foi o intermediador do Pacto de Concórdia, o documento que alinha os interesses comerciais e esportivos entre as equipes de F1, a categoria e a FIA.

No entanto, fora do campo esportivo, teve sua imagem duramente abalada em 2008, quando um vazamento de imagens mostrava Mosley em uma orgia com temática nazista.

As cinco mulheres no vídeo aparecem usando frases nazistas, mas o então dirigente sempre negou que a orgia tivesse esse “tema”.

A situação à frente da FIA ficou insustentável para o advogado, que deixou o cargo e foi substituído por Jean Todt. (ANSA).

TODOS LOS DERECHOS RESERVADOS. © COPYRIGHT ANSA