Miss teen desaparece ao sair para comprar biquíni em SP

Polícia Civil de São Paulo investiga o desaparecimento de uma estudante de 17 anos que saiu de sua casa na manhã de quinta-feira (2) para comprar um biquíni em uma loja da cidade e não voltou.

Yasmin Pesinato Benedetti é miss teen e e iria usar a roupa de banho em um concurso de beleza neste próximo fim de semana em que representaria a cidade de São Paulo na etapa estadual. Até a última atualização desta reportagem, ela continuava desaparecida.

Vídeo gravado por câmeras mostra ela deixando o prédio onde mora com a família. A adolescente não voltou para o apartamento onde mora com a família, na Barra Funda, na Zona Oeste.

Desde que saiu de ônibus para comprar o biquíni, Yasmin não fez mais contato com os parentes e nem atendeu os telefonemas feitos.

“Estamos desde manhã nessa apreensão. Eu passei as informações para as mães das outras candidatas”, disse nesta sexta-feira ao g1 Kabeto Produtor, organizador do Miss Teen São Paulo. “Realmente ficamos todos apreensivos e continuamos aguardando as melhores notícias”.

Como os parentes de Yasmin não tiveram mais contato, publicaram o desaparecimento da miss nas redes sociais. Eles também procuraram a polícia para relatar o caso. A reportagem não conseguiu localizar os pais da estudante para comentar o assunto.

O caso foi registrado como “desaparecimento de pessoa” no 23º Distrito Policial (DP), em Perdizes, na Zona Oeste, onde a adolescente mora com os pais. Mas, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou ao g1, por meio de sua assessoria de imprensa, a investigação será feita pelo 7º DP, Lapa, e também por uma equipe especializada da delegacia de desaparecidos do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A Polícia Civil vai ouvir os depoimentos de familiares e amigos de Yasmin para ajudar nas buscas. Policiais buscam outras imagens que mostrem Yasmin em outros pontos da cidade.

Quem tiver informações que possam levar a polícia a localizar a estudante pode telefonar para o número 181 do Disque-Denúncia. Não é preciso se identificar. A denúncia será encaminhada para a investigação policial.

Kleber Tomaz, g1 SP — São Paulo

error: CONTEÚDO PROTEGIDO