Mãe é presa por espancar criança até a morte

Uma menina de 11 anos foi encontrada morta com sinais de espancamento em Guarujá, no litoral de São Paulo, na noite desta terça-feira (24). De acordo com a Polícia Civil, a mãe é a principal suspeita do crime e fugiu após cometer o homicídio, mas foi presa na manhã desta quarta-feira (25).

Segundo apurado pelo G1, a criança, identificada como Clara Regina Pereira Santos, foi encontrada desacordada por volta das 20h20, dentro de casa, na Avenida Benedito Lemos, no Morro do Engenho. Ela apresentava sinais de espancamento e estava em parada cardiorrespiratória. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros estiveram no local e tentaram reanimar a menina, sem sucesso. O óbito foi constatado no local.

Equipes da Polícia Militar fizeram buscas pela cidade e localizaram a suspeita na Rua Mário Daige Filho, conhecida como ‘Rua do Contorno’, no Centro, por volta das 9h. Conforme a PM, ela não ofereceu resistência e confessou o crime informalmente às autoridades. Ela foi encaminhada algemada à Delegacia Sede de Guarujá.

Moradores da comunidade ouvidos pela Polícia Civil relataram que a criança era maltratada pela mãe com frequência. Dois pedaços de madeira foram localizados no imóvel e apreendidos para perícia.

Outros filhos da mesma mulher prestaram depoimento à Polícia Civil na companhia de um conselheiro tutelar, assim como o padrasto da vítima.

O caso foi registrado como tortura e morte suspeita. O corpo da menina foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame necroscópico, para determinar as causas da morte. As investigações continuam.

Isabella Lima e Juliana Steil, G1 Santos, Rede GNI