Israel planeja atacar a Faixa de Gaza

O governo de Israel está planejando fazer uma missão por terra na Faixa de Gaza para
atacar membros do Hamas e da Jihad Islâmica, o que agravaria ainda mais o conflito que se
arrasta por quase uma semana, revelou o porta-voz militar, Hidai Zilberman, nesta quinta-feira
(13).

As declarações do representante foram dadas ao jornal “Times of Israel” e, segundo Zilberman, o
plano foi apresentado ao Comando Geral do Exército para aprovação. O Exército já está
reforçando suas tropas na fronteira com o território palestino e convocou inclusive militares da
reserva para atuar.

Enquanto os ataques continuam apenas pelo ar, o Ministério da Saúde de Gaza informou que já
são 83 as mortes confirmadas localmente e que há cerca de 500 feridos. Entre as vítimas, estão
17 crianças e sete mulheres.

Não há confirmação de mortes pelo lado israelense, mas a mídia fala no mínimo em 13 (incluindo uma criança).

Conflito
A tensão entre palestinos e Israel explodiu no dia 7 de maio quando, durante um protesto pacífico
contra o despejo de famílias de Sheikh Jarrad, um confronto entre policiais e muçulmanos deixou
centenas de feridos.

Desde então, a violência continuou a aumentar. As famílias que seriam despejadas moram há
décadas no local, que fica em Jerusalém Oriental, área que os palestinos desejam como a capital
de seu futuro Estado.

No entanto, Israel não reconhece a divisão e tem uma política constante de assentamentos em
territórios palestinos.

Como resposta às ações policiais, o Hamas e a Jihad Islâmica começaram a lançar foguetes
contra o território israelense. Por sua vez, as Forças Armadas iniciaram uma campanha militar
contra alvos que pertencem aos grupos. (ANSA).

TODOS LOS DERECHOS RESERVADOS. © COPYRIGHT ANSA