Idosa e diarista são encontradas degoladas em imóvel de luxo

Os corpos de duas mulheres foram encontrados em um apartamento de luxo no Flamengo, na Zona Sul do Rio, no fim da tarde desta quinta-feira. As vítimas foram localizadas por bombeiros que foram acionados para um incêndio no imóvel, situado na Avenida Rui Barbosa, um dos principais endereços do bairro.

Martha Maria Lopes Pontes, de 77 anos, e Alice Fernandes da Silva, de 51, estavam carbonizadas e degoladas. A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) já se encontra na residência, realizando os primeiros trabalhos de investigação.

Parentes de Alice contaram que ela trabalhava como diarista para Martha Maria, visitando o apartamento três vezes por semana. Ela prestava serviços para a idosa há mais de 20 anos. Martha Maria deixou duas filhas e três netos.

Câmeras de segurança do prédio flagraram dois homens entrando no edifício por volta das 13h. Eles seriam pintores que, recentemente, teriam feito um trabalho para a idosa, o que gerou um desentendimento posterior relativo a pagamento. As imagens estão sendo analisadas pelos investigadores da DHC.

O Corpo de Bombeiros informou que o primeiro chamado ocorreu às 16h55, relatando o incêndio no 12º andar do Edifício Murca. Homens dos quartéis do Catete e do Humaitá dirigiram-se ao local, onde acabaram encontrando as duas mulheres mortas.

Já o Centro de Operações (COR) da Prefeitura do Rio divulgou, no início da noite, que uma faixa da Avenida Rui Barbosa estava interditada devido à ocorrência. De acordo com o comunicado, além dos bombeiros, a Polícia Militar também encontrava-se no endereço.

Luã Marinatto, Natália Oliveira e Paolla Serra — Rio de Janeiro


Edição: Léo Vilhena

Leia Também

Agressor de procuradora-geral não alegou arrependimento, diz delegada

Leia Mais

Fluminense vence o Atlético-MG no Maracanã em noite de oito gols

Leia Mais

Flamengo define demissão de Paulo Sousa

Leia Mais