Filho do famoso trompetista Keyon Harrold foi acusado injustamente de furto

Um adolescente negro de 14 anos, filho de um premiado músico de jazz, foi falsamente acusado de furtar o celular de uma mulher branca no saguão do Hotel Arlo, em Nova Iorque, no último sábado (26). O jovem estava com o pai, o trompetista Keyon Harrold, de 40 anos, quando foi abordado aos gritos pela mulher.

Harrold registrou a cena em vídeo e postou em suas redes sociais. As imagens mostram uma mulher não identificada apontando o dedo para o adolescente afirmando que o celular é dela e o quer de volta. O artista respondeu que não há apenas um iPhone no mundo.

O trompetista americano Keyon Harrold Foto: Deneka Peniston / Divulgação
O trompetista americano Keyon Harrold Foto: Deneka Peniston / Divulgação

A discussão ficou mais tensa na medida em que a mulher insistiu para ver o celular que estava no bolso do adolescente e disse que não sairia do hotel até que conseguisse o aparelho de volta. As imagens também mostram o gerente do hotel se identificando e pedindo para o filho de Harrold mostrar o telefone. Mas o trompetista recusa e diz que o funcionário está sendo desrespeitoso.

“Eles presumiram que ele era culpado. A gerência nem mesmo a questionou sobre por que ela pensaria que ele tinha o telefone”, disse Harrold ao New York Times.

O músico também demonstrou preocupação com o que poderia ter acontecido caso ele não estivesse presente para proteger o filho. “Já vi pessoas serem feridas ou até mortas por menos”, acrescentou Harrold.

De acordo com o New York Times, o telefone foi encontrado no fim do dia por um motorista de Uber e a mulher pegou o aparelho no hotel. Segundo a publicação, a polícia recebeu um relatório sobre o incidente no hotel e abriu investigação.

Em nota, o hotel pediu desculpas a Harrold e seu filho. “Estamos profundamente desapontados com o recente incidente de acusação infundada, preconceito e agressão contra um hóspede inocente do Hotel Arlo”, diz o texto.

O hotel afirma ainda que “nenhum cliente – ou qualquer pessoa – deve estar sujeito a este tipo de comportamento” e que a empresa está comprometida em garantir que fatos semelhantes voltem a acontecer em nenhum dos estabelecimentos da rede.

Harrold toca jazz profissionalmente desde os 19 anos. Ele já se apresentou com artistas como Snoop Dogg, Jay-Z, Beyoncé e Rihanna. Em 2017, ele fez parte da trilha sonora do filme biográfico sobre o trompetista Miles Davis, chamado “A vida de Miles Davis”, que ganhou um Grammy em 2017.

Da Redação | Época, Globo, Rede GNI