Exército decide não punir o General Eduardo Pazuello

Prevaleceu a coerência pela inexistência de falta grave. O Exército Brasileiro informou nesta quinta-feira (3) que decidiu não punir o general e ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello pela participação em um evento com o presidente Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro, no último dia 23. Segundo o Exécito, “não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar” por parte do General Pazuello. Com a acertada decisão do comandante Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, o processo disciplinar foi arquivado definitivamente.

Léo Vilhena | Rede GNI