Estudante de Medicina tem a perna amputada por um Boi

Uma estudante de medicina veterinária, de 27 anos, precisou amputar uma das pernas após ser prensada contra uma cerca por um boi de mais de 600 quilos no sítio em que mora, em Sorocaba (SP).

O acidente com Rafaela Nardi sensibilizou amigos e parentes, que conseguiram arrecadar R$ 12 mil em uma campanha para comprar uma prótese para a universitária.

“Nunca imaginei que isso iria acontecer comigo, mas estou me recuperando bem, graças a Deus. Agradeço por estar viva. Não sabia da vaquinha, só me contaram quando saí do hospital. No início, não queria muito porque acho que outras pessoas precisam mais do que eu. Mas, mesmo assim, fiquei muito feliz”, afirma.

Ao G1, a jovem contou que o acidente foi no dia 21 de maio. Ela relata que estava colocando o boi em uma carreta de transporte para levar ao comprador, quando o boi se virou e tentou sair do corredor usado para o animal entrar na cabine. Rafaela não conseguiu liberar o caminho a tempo e acabou sendo atingida.

“Ele bateu o chifre na minha coxa direita e eu fiquei em cima dele. Daí, ele andou mais um pedaço e eu caí. Fiquei presa com ele no corredor, empurrei a porta e ele saiu me arrastando”, conta.

Rafaela relembra que o boi se aproximou dela várias vezes após o acidente, mas não com a intenção de atacá-la.

“É um boi muito manso, e nós o chamamos de Nego. Fiquei sentada no chão, porque não conseguia levantar. Meu joelho estava totalmente fora do lugar. Ele vinha para perto de mim, eu chamava o nome dele e ele parava encostado na minha mão. Foi assim até minha irmã e meu namorado chegarem”, diz.

Júlia Martins, G1 Sorocaba e Jundiaí