Entenda o que se sabe e o que falta esclarecer sobre a grávida morta com tiro na Bahia

Jéssica Regina Macedo Carmo morreu após ser atingida por um disparo de arma de fogo no município de Santo Estevão, a cerca de 150 quilômetros de Salvador, no último sábado (5). A vítima estava grávida de 9 meses e o bebê não sobreviveu.

Segundo o irmão da vítima, a família suspeita que o marido de Jéssica, George Passos Santana, conhecido como George Breu, foi o autor do disparo. O homem era ex-vereador e chefe de gabinete da prefeitura do município. Ele relatou à polícia que o disparo foi acidental.

Familiares de Jéssica Carmo fizeram um protesto, na segunda-feira (7), para pedir justiça pelo caso.


LEIA MAIS SOBRE O CASO
https://redegni.com.br/mulher-gravida-e-morta-com-tiro/


Veja abaixo o que se sabe e o que falta esclarecer sobre o caso:

  • Quem morreu?
  • Quem é o suspeito?
  • Quando o crime aconteceu?
  • O que aconteceu antes da morte?
  • Como era a relação do casal?
  • O que diz a polícia?

Quem morreu?

Jessica Regina Macedo Carmo morreu após ser atingida por um disparo de arma de fogo. A mulher estava grávida de 9 meses e o bebê não sobreviveu.

A vítima era biomédica e trabalhava em um laboratório na cidade onde foi morta. Ela deixou uma filha, de 6 anos, fruto de outro relacionamento. A menina mora com a avó materna.

Quem é o autor do disparo?

George Passos Santana, conhecido como George Breu, foi o autor do disparo. O homem era ex-vereador e chefe de gabinete da prefeitura do município. Ele relatou à polícia que o disparo foi acidental.

Quando o crime aconteceu?

O caso aconteceu no sábado (5), quando Jessica estava em casa com o marido. Parentes da vítima afirmam que a casa onde o casal morava tem câmeras de segurança, mas as imagens teriam sido apagadas antes da biomédica ser levada ao hospital. A polícia ainda não confirmou essa informação.

O que aconteceu antes da morte?

George Passos se apresentou à delegacia e disse que lavava o carro na porta de casa, quando a biomédica teria chamado para conversar sobre o relacionamento. O suspeito contou que ela estava com as mãos para trás e que ele teria desconfiado do gesto.

George narrou ainda que houve uma discussão e, em seguida, um disparo de forma acidental. Ainda no depoimento, ele disse que ficou parado, olhando para o teto, porque pensou que o tiro tinha atingido a casa. Depois disso, ele falou que percebeu que Jéssica havia sido baleada as costas dela, e então a levou para o hospital.

Como era a relação do casal?

A família de Jessica afirma que o casal tinha um relacionamento há cerca de 1 ano e 2 meses, e que o casamento era conturbado, marcado por brigas.

Ainda segundo os parentes de Jéssica, a filha de 3 anos, fruto do relacionamento anterior, morava com a mãe da biomédica porque George não permitia que ela e a filha mantivessem contato.

O que diz a polícia?

A Polícia Civil informou que George não foi preso, porque quando ele se apresentou já havia passado o prazo do flagrante. Além disso, afirma que investiga o caso e que George tem contribuído para as investigações.


Leia Também

Morre o prefeito de Pedro Juan Caballero, após ser vítima de um atentado

Leia Mais

Madrasta ‘ficou rindo’ ao servir mais feijão envenenado ao enteado

Leia Mais