Empresária é presa suspeita de forjar o próprio sequestro para receber seguro

A empresária Ruana Sabrina Fortunato Freitas, de 28 anos, que estava desaparecida, foi presa nessa quinta-feira (2), suspeita de forjar o próprio sequestro em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, para vender a caminhonete dela e receber o seguro do veículo.

Ruana deve responder por estelionato e falsa comunicação de crime. Ela foi localizada dirigindo seu veículo em uma avenida da capital.

Nessa quinta-feira (2), o marido de Ruana, Laudelino Luiz de Souza Saretto Filho, denunciou o sequestro da empresária à polícia. Segundo o relato dele, a mulher saiu para comprar bebidas em uma distribuidora, na quarta-feira (1°), por volta das 8h, e não voltou mais.

Laudelino registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Várzea Grande informando que estavam em uma festa, no bairro Nova Várzea Grande, quando sua companheira foi em uma distribuidora de bebidas conduzindo sua caminhonete e não retornou.

Logo depois, ele disse que teria recebido um vídeo que supostamente mostrava a mulher encapuzada, sendo mantida em cárcere privado.

Ainda na quinta-feira, após o registro da ocorrência, a Polícia Civil começou a investigação, que apontou que a caminhonete estava na região do Coxipó, em Cuiabá.

G1, MT