Embaixada aconselha brasileiros a saírem de 2 províncias da Ucrânia

A Embaixada do Brasil na Ucrânia recomendou em comunicado, neste sábado (19), que os brasileiros que estão no país redobrem a atenção e evitem as províncias ucranianas de Donetsk e Luhansk, regiões dominadas por rebeldes pró-Rússia.

“Aconselha-se aos cidadãos que já estejam nessas regiões que considerem deixá-las sem demora. Os cidadãos brasileiros na Ucrânia devem ainda estar atentos à possibilidade de novos cancelamentos ou adiamento de voos internacionais na próxima semana”, disse o comunicado.

A embaixada informou ainda que a empresa aérea Lufthansa anunciou nesta tarde que irá suspender temporariamente seus voos de Kiev e Odessa, a partir de segunda-feira (21) até o final do mês.

Até a semana passada, a Embaixada afirmava que não havia “recomendação de segurança contrária à permanência na Ucrânia”. E pedia apenas que os brasileiros se mantivessem em “alerta” e “atualizados”.

Donetsk e Luhansk

As autoproclamadas repúblicas Donetsk e Luhansk são dois enclaves separatistas que ficam no Leste da Ucrânia, com forte influência eslava.

Em 2014, logo após a anexação da Crimeia pela Rússia, os rebeldes separatistas, apoiados por Vladimir Putin, protagonizaram um conflito armado com as forças do governo ucraniano que deixou mais de 14 mil mortos.


Leia Também

Agressor de procuradora-geral não alegou arrependimento, diz delegada

Leia Mais

Os horrores da guerra do Vietnã: ‘Garota Napalm’ 50 anos depois

Leia Mais

Rottweiler salta de carro em movimento e ataca mulher

Leia Mais